Análises

Análise de The Mooseman

themooseman

The Mooseman consiste em um daqueles jogos onde a arte/cultura e os vídeojogos se fundem uma vez mais, resultando numa experiência diferente do habitual.

Tudo começou há muito tempo quando um Deus chamado Yen criou o mundo através de uma casca de ovo. Nós somos um Mooseman, alguém capaz de ver coisas que um mero mortal não consegue. Podemos ver os espíritos presentes nos três mundos que iremos explorar – Lower World, Middle World e Upper World. O Lower World pode ser considerado o mundo dos mortos; o Middle Word o mundo dos humanos e, por fim, o Upper World o mundo dos deuses.

Ao longo destas diferentes zonas, irão enfrentar muitos desafios e, para sobreviver, terão que aprender a manobrar duas habilidades que estarão disponíveis.

Uma é a de poderem ou não ver os espíritos no mundo. Isto pode ser ativado ou desativado a qualquer momento, mas para passarem certas zonas, têm mesmo que perceber quando o precisam fazer. A título de exemplo, se não tiverem a visão dos espíritos ativa, não vão conseguir passar por cima de um rio. Ao ativarem a visão, já conseguirão fazer com que algo se mova e possa fazer de ponte. Pode parecer confuso, mas na verdade, a sua aplicação é bastante simples.

A outra habilidade à qual terão acesso é a de proteção. Irão aparecer diversos tipos de inimigos e essa proteção irá fazer com que não sejam mortos. No entanto, uma vez usada, precisa ser carregada ou ativada novamente. Estas habilidades têm um conceito muito simples de utilização, porém, quando tiverem de usar as duas ao simultaneamente e em situações mais desafiantes, as coisas podem tomar outro nível de exigência. Ainda assim, se morrerem não existe qualquer tipo de penalização e podem recomeçar logo na zona.

Alguns dos desafios propostos durante o jogo são bem acessíveis, ao ponto de serem superados à primeira, embora, com o tempo, alguns possam ser mais trabalhosos. Desde perceber o que se tem de fazer, ou até mesmo tentar coordenar certos movimentos no tempo necessário, os desafios vão sendo cada vez mais exigentes.

The Mooseman tem uns visuais muito diferentes do habitual. Toda a sua apresentação tem um estilo muito próprio e é inspirado no estilo animal Perm. As diferentes zonas transportam-nos até um mundo muito diferente do comum, um mundo recheado de misticismo de culturas antigas e, neste caso, baseado também na tribo dos Chudes.

themooseman1

Como não podia deixar de ser, a acompanhar os visuais ancestrais, temos uma muito peculiar boa banda sonora. Todas as músicas são populares do povo Komi, e, muitas delas, foram gravadas pela escola de artes e cultura Perm. Aconselho vivamente a jogarem com auriculares de forma a poderem interiorizar todo o excelente áudio, o qual permite uma imersão ainda mais intensa na experiência. Alguns dos diálogos foram gravados no idioma local e acrescentam uma maior veracidade ao que estamos a vivenciar. As vozes de alguns espíritos também estão muito boas, podendo até ser sentidas como um pouco arrepiantes.

Antes de terminar, quero apenas salientar o menú dos colecionáveis. O tentar descobrir o item selecionado pode ser um desafio, pois a sua cor, tendo em conta os tons do jogo, pouco se distingue. Apesar de terem um ponto de exclamação a seu lado, o qual é bem pequeno, a sua tonalidade pouco difere e acabei muitas vezes por andar à procura do que tínhamos apanhado recentemente. Isto só é importante, pelo menos para mim, porque é interessante ler as descrições para tentar compreender melhor todo o conteúdo do título. Tendo em conta que não existem vídeos que possam explicar, é essencial tentar absorver ao máximo o que temos à nossa disposição.

Esta aventura tem uma duração bastante curta, a qual pode rondar as duas horas, ou até menos, mas dependendo sempre do tempo que podem levar a decifrar vários puzzles. Preparem-se para embarcar numa viagem cheia de mitos e misticismo, mas onde nem todos poderão gostar da experiência. É um jogo com um conceito bastante simples e que tem como objetivo dar-nos a conhecer toda uma cultura certamente desconhecida para muitos de nós.

bom

positivo Temática interessante
positivo Diferentes visuais
positivo Audio
errado 
Duração
errado 
Menu dos colecionáveis

Data de Lançamento: 13 de Março de 2018 (18 de Julho versão Xbox)
Produtora: Morteshka
Editora: Morteshka
Género: Aventura
Disponível para: Nintendo Switch, PC, Playstation 4, Xbox One

Análise feita na Playstation 4.

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise por parte da Produtora/Editora.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s