Análises

Análise de WWE 2K19

wwe2k19

Ano após ano, tal como outros lançamentos anuais, o jogo de Wrestling da 2K tenta sempre implementar novidades e melhorar certos aspetos na jogabilidade, os quais têm sempre o objetivo de elevar a qualidade do produto final. No entanto, este título da 2K nunca chegou, até hoje, a ser um título aclamado pela crítica, muito devido às diversas falhas a nível geral. 

WWE 2K19_20181017221827

Confesso que este nunca foi um desporto que me cativasse, de todo, ao contrário das imensas massas de fãs que se vê por todo o mundo. Apesar disso, é divertido conseguirmos executar aqueles golpes acrobáticos de bem alto, ou fazer o adversário contorcer-se com um golpe de rins mais “puxado”. No entanto, convém mencionar que para quem nunca jogou um título como este, é extremamente necessário um tutorial de movimentos básicos ou, quem sabe, até regras. Se bem que me parece existirem poucas… principalmente dependendo do modo de jogo. Este foi claramente um dos primeiros obstáculos que encontrei.  É certo que no menu, existe uma opção para ver o que os botões concretizam e em que circunstâncias. Ainda assim, muitos dos nomes são técnicos, logo, para quem não é muito entendedor deste desporto, acaba por ser um pequeno entrave.  A maneira que o jogo possui de ensinar as técnicas consiste em, após fazerem determinados movimentos, aparecer uma informação no ecrã onde é explicado como executar e mais alguma informação a acompanhar. Mas bom, nada que alguns bons minutos de prática não resolvam o assunto.

WWE 2K19_20181017222216

Ultrapassada a questão dos controlos, vamos lá aos modos de jogo. A oferta é bastante variada, estando à nossa disposição o modo MyCareer, Showcase, Towers, Million Dollar Tower, e ainda as vertentes multiplayer, seja online ou localmente. O MyCareer é o modo campanha onde criam o vosso personagem e embarcam numa aventura no mundo da WWE. É uma das apostas fortes deste ano, com um guião mais trabalhado e onde existe a hipótese de interagir com diversas pessoas antes de entrar em combate. Existem perguntas e respostas múltiplas, dependendo do que dizem aos personagens, e isso pode ter influência em diversas situações. De salientar que agora alguns dos lutadores oficiais presentes na campanha têm as suas próprias vozes, o que adiciona um grau de realismo bem superior ao que havia no jogo anterior, as quais eram inexistentes por completo. Ao contrário dos jogos anteriores, desta vez começamos nos combates indies, onde mais baixo é impossível. Existem também várias árvores de habilidades, onde podem moldar o jogador à vossa maneira, usando os pontos de experiência que vão adquirindo com o avançar da campanha. Este mesmo lutador que criam podem utilizar, posteriormente, para jogar contra outras pessoas, nomeadamente no modo Road to Glory.

WWE 2K19_20181017222517

O modo Showcase também está de volta e, desta vez, é focado na história da grande estrela Daniel Brian. O modo é-nos apresentado num formato de documentário, onde o próprio nos fala sobre a sua carreira e todo o seu percurso. São algumas das alturas mais marcantes, as quais iremos jogar para reviver certos momentos na carreira de um dos mais aclamados lutadores de sempre. Para além dos combates, existem determinados objetivos em cada um deles, os quais quando completados, desbloqueiam vídeos alusivos a esse mesmo objetivo. Estamos a falar mais precisamente de certos golpes que foram executados no combate real, os quais teremos que realizar também no jogo.

WWE 2K19_20181017224538

Towers é outra das novidades do que toca a modos de jogo. Para este modo, podemos usar qualquer dos lutadores presentes ou, até mesmo, o vosso lutador. São vários os desafios que são propostos ao jogador e estes podem ser jogados de duas formas, tudo de seguida, ou por etapas e ao vosso ritmo. Quer isto dizer que, os desafios Gauntlet terão de ser jogados de seguida, pois caso queiram sair, terão de começar de novo. Já o Step, pode ser jogado à medida que vos der jeito e podem sair sempre que quiserem. No caso de terem saído a meio de um combate, só têm de recomeçar o mesmo. Os desafios podem contar em 5 a 15 combates e cada um deles tem a suas regras específicas, dificuldade e temática. Destaque ainda para uma Tower bastante especial chamada AJ Styles Million Dollar Tower. Nesta, precisam de derrotar 15 adversários de seguida, sem qualquer regeneração de vida entre os combates e, caso sejam derrotados, têm de começar novamente. Este é só para os mais persistentes certamente.

WWE 2K19_20181017222100

Depois, temos ainda o quick play com diversas vertentes: One on One, Two on Two, Triple Threat, Fatal 4-Way, 5 Man, 6 Man, 8 Man, Handicap, Royal Rumble e Torneio. Bastante conteúdo, o qual pode ainda ser customizado à vossa maneira. A juntar a tudo o que já mencionei, continua a existir o modo Universe. Neste podemos ver todos os eventos que vão acontecendo ao longo dos meses na realidade, com a possibilidade de participar neles. Com isto, podem mudar o rumo dos eventos e criar novas rivalidades, novas amizades, erguer novos campeões, entre outras situações. Se quiserem, podem ainda fazer tudo à vossa maneira e criar o vosso Universo da forma que bem entenderem. Isto é, cada vez mais, o que se deseja nos muitos jogos hoje em dia – liberdade a 100% para a criação do conteúdo. São este tipo de situações que permitem, em muitos casos, os jogadores continuarem a jogar durante largos meses.

WWE 2K19_20181017222738

À parte da liberdade da criação de conteúdo no modo Universe, temos um modo simplesmente apenas para isso. Permite criar e editar lutadores, mesmo os reais, alterando várias características, sejam físicas ou visuais, entre outros parâmetros. É possível alterar ou criar arenas, entradas para o ringue, novos eventos e muito mais. Tudo isto é posteriormente possível partilhar com a comunidade, o que pode continuar a oferecer conteúdo gratuito durante vários meses.

WWE 2K19_20181017224829

O sistema de Payback é mais uma das novidades no jogo deste ano. Basicamente, permite virar a maré do jogo quando esta não nos favorece, ao usarmos determinadas habilidades. Podem escolher duas habilidades payback para estarem ativas, mas apenas as poderão usar assim que a barra das mesmas estiver preenchida. Isto pode fazer toda a diferença num combate, quando aquilo que parece perdido, pode facilmente ser virado se conseguirem usar o sistema de forma eficaz.

WWE 2K19_20181017223925

Visualmente, os lutadores apresentam um bom design e muitos dos seus movimentos, estão fielmente representados. As arenas são variadas e bem concebidas, onde muitas delas, são autênticas representações dos palcos reais. O público costuma ser sempre alvo de pouca atenção visual, mas pareceu-me que não estava mau de todo. Havia bastante  e diferenciada movimentação, afastando assim a ideia que todos se mexem quase como se fosse uma onda mexicana.

WWE 2K19_20181017223202

No que toca ao áudio, o jogo tem uma boa banda sonora com alguns nomes sonantes como Eminem, Metallica ou Bullet for My Valentine, embora isso dependa sempre do gosto de cada um. Entre Rap e Rock/Metal, penso que foram escolhidas músicas que se adequam perfeitamente ao jogo em causa. Mas nem tudo neste campo luze. As falas dos comentadores começam a ser algo repetitivas com o tempo. Já na campanha, muitas vezes as vozes nem encaixam de forma correta com os movimentos da boca o que proporciona momentos algo estranhos, como se uma novela mexicana e mal dobrada, estivéssemos a ver.

WWE 2K19_20181017234334

Infelizmente, as lootboxes são algo bastante presente nos jogos de hoje em dia, e a 2K não se deixa ficar atrás. O jogo tem várias opções à disposição, as quais podem ser adquiridas com dinheiro ganho no jogo, o qual custa bastante a ganhar. Servem para desbloquear novos trajes, arenas, entradas, novos movimentos, boosts temporários e mais algumas coisas. É pena algumas destas estarem bloqueadas por lootboxes, até porque muitas delas ajudam a progredir mais rapidamente no jogo.

WWE 2K19_20181017224409

Tal como nos títulos anterior da saga, continuam a existir alguns bugs, embora não retirem por completo o divertimento do jogo. A título de exemplo, uma vez o árbitro não fez a contagem final porque estava simplesmente a correr contra as cordas, enquanto eu e o meu adversário estávamos deitados na arena, à espera que ele decidisse começar a fazer a contagem. O que aconteceu foi que o meu adversário conseguiu levantar-se e lá se foi a oportunidade de ganhar o combate. Não foi a última vez que vi o árbitro a correr contra as cordas… Também várias vezes vi os jogadores a saírem da arena, através das cordas e as mesmas a reagirem de uma forma estranha, pois aquilo não era suposto acontecer. No que toca ao frame rate, nunca notei grandes problemas e, até mesmo com oito lutadores ao mesmo tempo no ecrã, o jogo aguentou-se bastante bem.

WWE 2K19_20181017225134

WWE 2K19 é claramente uma evolução positiva relativamente ao seu antecessor. Apesar de pequenos bugs aqui e ali, os novos modos de jogo e os diversos melhoramentos efetuados no conteúdo que já existia, tornam esta a melhor oferta possível no mercado para todos os fãs deste desporto.

bom

positivo Possibilidade de criação de diverso tipo de conteúdo
positivo 
Campanha com vozes pela primeira vez
positivo 
Mais de 200 lutadores disponíveis
positivo 
Largas horas de conteúdo à disposição
errado Alguns bugs durante os combates
errado Visuais continuam longe de impressionar
errado Lootboxes contêm conteúdo que devia estar disponível de forma mais acessível

Data de Lançamento: 9 de Outubro de 2018
Produtora: Yuke’s, Visual Concepts
Editora: 2K Sports
Género: Desporto
Disponível para: Microsoft Windows, Playstation 4, Xbox One

Análise feita na Playstation 4.

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise por parte da Capital Games.

4 replies »

  1. Muito sinceramente acho que a única coisa de jeito que estes ultimos WWE 2K têm tido é a grande quantidade de personalização disponível para a criação de lutadores, arenas ou eventos.
    Eu comecei a seguir de perto estes jogos da WWE desde o SmackDown vs RAW 2006 (na altura ainda publicados pela THQ), muito por culpa dos meus colegas de escola que me fizeram interessar ligeiramente por toda a novela que se estava a passar na modalidade. Aliás, coincidiu com a altura da morte do Eddie Guerrero.
    Confesso que foi tanto pela jogabilidade divertida, os gráficos bastante realistas e a personalização que já era possível naquela altura, que continuo a considerar que o SvR 2006 foi um dos melhores jogos que joguei na era da PlayStation 2. O jogo do ano seguinte foi para mim a principal razão porque comprei uma Xbox 360 poucos meses antes dele sair.
    Até ao SmackDown vs RAW 2011, só saltei o 2009. E desde que a série mudou de mãos para a 2K Games, só o ano passado é que voltei a comprar um jogo da WWE, mas desta vez muito mais pelo editor, que pela jogabilidade em si.
    Devido aos grandes gráficos, à atenção ao detalhe e à jogabilidade divertida e intuitiva que sempre senti quando joguei qualquer NBA da 2K Games, que sempre imaginei que os jogos da WWE se tornassem muito superiores àqueles que já tanto gostava e que tinham sido feitos pela THQ/Yuke’s. A verdade é que depois de muitos anos de espera para comprar um novo jogo, acabou mesmo quase só por ser o editor a fazer girar o disco dentro da consola.
    Dando uso ao site da 2K que permite carregar imagens para se poder usar no jogo e ao Photoshop no PC, consegui recriar alguns dos meus amigos com uma precisão tão realista como os lutadores pré-definidos do jogo. É certo que algo para ficar bem feito dava trabalho e demorava bastante tempo, por isso é que não cheguei a fazer muitos.
    Quanto à jogabilidade no jogo em si, mesmo após algumas tentativas, não conseguia atinar com as teclas. Mesmo vendo o esquema do comando no menu, parecia que em muitas das vezes a personagem não fazia o que era suposto ou não detectava que estava perto de um lugar que permitia uma animação diferente. Em bastantes ocasiões, não conseguia sequer fazer a animação para sair do ringue. Ou quando estava do lado de fora, não conseguia subir para a borda do ringue sem entrar completamente nele.

    Para terminar, do que experiênciei pessoalmente na edição do ano passado e do que agora li da tua opinião sobre a mais recente, fico a achar cada vez mais que no caso desde jogo e também de outros anuais de desportos, que as poucas ou nenhumas novidades de ano para ano não compensam os 60 ou 70€ que pedem por eles.
    Mais valia lançarem um jogo de três em três anos, acompanhados por uma Season Pass. Sendo que quem adquirisse a Season Pass teria actualizações no jogo no inicio e a meio das temporadas dos respectivos desportos na vida real, durante esses três anos. No entanto, quem optasse por não comprar a Season Pass só teria essas actualizações “gratuitas” até ao final do primeiro ano.
    Se em casos com o FIFA ou PES isto seria mais para as actualizações de planteis em cada clube, clubes em ligas e equipamentos; no caso aqui dos WWE 2K seria bem mais pela personalização do editor, porque as boas personagens criadas demoram bastante tempo a serem feitas, é impossível as transferir para as próximas versões do jogo, e quem apenas quer uma edição deste jogo muito de quando a quando, tem de se apressar a pensar em toda a gente que quer criar, porque os servidores só costumam estar activos durante o ano em que o jogo sai e no ano seguinte. Sendo depois disso impossível importar mais imagens ou texturas através do site para aquele jogo.

    Para os curiosos, deixo aqui o video e umas imagens de dois dos meus amigos que criei:

    Liked by 1 person

  2. Ahah grande customização Project! Adoro o caso metaleiro!!!

    Obrigado pelo comentário.

    Os gráficos do 19 não estão mau de todo mas agora que estou a jogar o NBAa 2K 19, claramente este segundo está muito superior nesse aspeto. Do pouco que joguei ainda, parece-me um jogo bem mais polido. Mesmo a apresentação das coisas tem outro brilho, outro toque. Vou escrever uma análise também sobre esse.

    Quanto ao WWE, este novo jogo tem alguns modos novos e a campanha está um pouco mais trabalhada. Porém, do pouco que joguei até agora da campanha do NBA, está claramente melhor visualmente e em termos de cut-scenes e diálogos e drama. Estou a gostar bastante.

    Os jogos anuais têm de facto um problema com o conteúdo pouco diferenciado de ano para ano. Acho que realmente, o pagar x por conteúdo atualizado seria uma solução, mas a solução ideal só para os jogadores porque, para as empresas, as coisas já funcionam de maneira diferente.

    cumps

    Gostar

    • Eu pessoalmente também não acho os gráficos maus. Aliás, estão ligeiramente acima da média do que se tem visto. O problema costuma estar mais nos cabelos compridos que em certas alturas parecem ter movimentos pouco naturais.
      No entanto, os gráficos da série desde que a 2K tomou o leme, são ligeiramente melhores do que aqueles que a THQ/Yuke’s já tinha conseguido na geração passada. Mas nada que chegue aos calcanhares dos da NBA.
      Pessoalmente, no primeiro e segundo ano da 2K com este franchise, não estava à espera de ver mudanças abismais neste jogo. Mas este é oitavo jogo da sua responsabilidade e ao que parece, fora o editor (que é capaz de ser tão bom ou melhor que o da NBA), a única coisa que aparenta estar ao nivel do jogo de basquetebol são a enorme quantidade de microtransações desnecessárias e que deviam estar prontamente disponíveis. De resto, a jogabilidade é pouco intuitiva, a carreira é pobre e não consegue transmitir o sentimento de imersão, dos vários modos de jogo existentes, já nem o Royal Rumble é cativante o suficiente de se jogar, etc.
      Já nos NBA existe uma elevada atenção a todos os pormenores tanto dentro como fora do campo. Quando comprei o meu primeiro – o 2K7 – ficava fascinado ao ver pessoas a subirem ou descer as escadas para ir para os seus lugares (algum traziam comida e tudo); eram as cheerleaders que estavam sentadas ou de cócoras juntas à tabela e que vibravam com cada ponto feito pela equipa da casa; era o homem da limpeza que estava sempre atento ao jogo, à espera que alguém caísse para passar a esfregona no chão; ou até a mascote do clube da casa que também andava ali fora do campo aos saltos a incentivar o público. E eu estou para aqui a falar de vários detalhes que um jogo de 2006 tem, enquanto que um outro da mesma editora, em pleno 2018 continua sem saber transmitir.

      Sobre o assunto dos jogos anuais, eu bem sei que as coisas para as empresas são diferentes. Mas acredito que com o método que falei anteriormente e uma Season Pass que custasse o equivalente a um jogo e meio, a diferença em preço total era só menos metade de um jogo em relação a comprares três jogos únicos. Além disso, as empresas não tinham de se estar a preocupar a fazer duas vezes o jogo base nos dois anos seguintes, tendo “apenas” como funções actualizar os jogadores das equipas, os equipamentos, as equipas nas ligas, adicionar novos estádios, ou novas licenças, ou actualizar o modo Journey (no caso do FIFA) ou até melhorias significativas no motor de jogo no que toca às físicas da bola e aos sistemas de fintas (que é muito do que acaba por ser as principais e mínimas alterações ano após ano).
      Eu acredito que as editoras seriam capazes de conseguir ganhar muito mais dinheiro com os jogos de desporto se optassem por um método como este que apresentei para aquelas pessoas que gostam de ter o pacote completo de um jogo – ou seja, comprar um jogo e ter todos os modos disponíveis (Amigáveis, Carreira, Ultimate Team, etc). E deviam de lançar à parte, como versão “free-to-play” apenas as componentes Ultimate Team (no caso do FIFA), MyClub (no caso do FIFA), MyCareer (no caso do WWE e NBA 2K), etc. No fundo, sendo estes modos totalmente de gambling e estando acessíveis para jogar sem se comprar o jogo base, iria haver a possibilidade de muita mais gente gastar dinheiro em pacotes ou loot boxes na expectativa de melhores jogadores ou stats.

      Liked by 1 person

  3. Sim lootboxes são o que são hoje em dia, mas no WWE não podes gastar dinheiro real, os pacotes que existem têm que ser comprados com in game currency. Já no NBA, vi ontem que há várias hipóteses para gastar dinheiro mesmo. Na Bélgica isto agora é proibido e há umas semanas saiu uma noticia em que a 2K estava a pedir aos jogadores para tentarem fazer alguma coisa. Um pouco manhoso. Está aqui. https://www.pcgamesn.com/nba-2k19/2k-asks-belgium-fans-for-loot-box-help
    Eu não me importo com elas desde que não interfiram com o progresso do jogo e que possam apenas ser compradas com in game currency.

    Relativamente aos lançamentos anuais, o ano passado saiu uma noticia sobre a EA e o Fifa relacionado com isto. Seria uma serviço basicamente, o qual, eventualmente, será o futuro para muitos jogos. https://www.techradar.com/news/no-fifa-19-annual-releases-may-end-in-favor-of-an-ea-subscription-service

    A ver vamos o que nos espera no futuro 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s