Análises

Análise de Senran Kagura Burst Re:Newal

senrankaguraburstrenewal

Senran Kagura é uma série já com bastantes jogos no seu historial. A sua essência gira em torno de um grupo de raparigas a aprender artes ninjas e numa apresentação de alto teor de cariz sexual. Senran Kagura Burst Re:Newal é o remake do primeiro jogo do franchise lançado inicialmente na Nintendo 3DS em 2011 em solo nipónico. A história desenrola-se em redor de um grupo de cinco raparigas que anda na Hanzo National Academy a aprender as artes ninja e é-nos contada de duas formas: vídeos e em formato novel, muito ao estilo de jogo japonês.

Existem duas campanhas para serem jogadas, sendo que uma é a destas cinco raparigas mencionadas previamente e a outra é com um grupo com o mesmo número, mas na escola Hebijo Cladestine Girls. Digamos que este segundo grupo é a fação inimiga do jogo e onde, tal como com a primeira escola, aqui também podemos ver o evoluir das relações de amizade e os porquês de estarem neste ensino especial ninja.

senrankaguraburstrenewal3

Cada campanha tem 41 missões e da primeira vez que jogarem, serão obrigados a usar os personagens que vos são dados. Só depois de passarem a primeira vez é que ficam livres para escolherem quem bem entenderem. Ao longo das missões, vão desbloqueando extras, sejam novas missões fora da campanha, roupas, acessórios, músicas, vídeos entre muitas outras coisas que podem ser compradas com dinheiro que vão ganhando no jogo. Infelizmente, aquilo que ao início parecia divertido, a médio prazo tornou-se num puro grind, missão após missão. Já nem falando da história em si, a qual acaba por ser demasiado linear e pouco interessante, a jogabilidade acaba por ser algo repetitiva.

Missão após missão, temos que eliminar os inimigos na zona de forma rápida de modo a obtermos a melhor nota possível. Para além disso, na zona da missão existem apenas algumas caixas para destruir, onde podemos encontrar itens de vida e novos golpes para aprender. Infelizmente, não existe mais nada com alvo de interação e que possa variar a enfadonha rotina de combate. Gostei de jogar com alguns personagens que se moviam de forma muito rápida e tinham ataques bastante frenéticos mas, por outro lado, havia outros com uma movimentação e ataques mais presos e pesados, os quais tornavam a jogabilidade mais monótona.

senrankaguraburstrenewal2

O sistema de combate é bastante simples e os combos acabam por ser, essencialmente, sempre os mesmos, embora haja variantes. Alterando o tipo de combate, temos acesso a novos combos e truques mas que, no geral, sempre achei que a diferença visual não era elevada e o poder exercido sobre a barra de vida dos inimigos também não aparentava grandes diferenças. Não quer isto dizer que o combate no geral seja mau, apenas acho que a meio da campanha, as coisas tornam-se um pouco repetitivas, restando apenas a história para vos manter interessados em jogar.

senrankaguraburstrenewal6

Tal como já tinha referido, existe bastante conteúdo para ser desbloqueado com o terminar das missões. Estamos a falar de nova roupa para os personagens, diversos tipos de acessórios, entre outras coisas. Em termos de roupa, existe a dita normal e depois a famosa vestimenta para determinadas alturas no jogo, onde o parte sexista do jogo vem fortemente ao de cima. É possível escolher vários tipos de roupa interior, onde algumas delas têm diversos formatos, podendo as zonas íntimas femininas ficar praticamente descobertas… Existe também uma enorme variedade na caracterização base das raparigas, sendo possível mudar várias coisas ao nível físico e visual.

Voltando ainda ao combate, algo que me apanhou desprevenido, foi o facto de ao longo da batalha o adversário ir ficando cada vez mais despido e com as roupas rasgadas, conforme esteja a batalha a decorrer. Se estivermos determinados a dar um enxerto no inimigo, irão aparecer várias animações onde podemos ver a roupa a rasgar-se. Ao contrário do que possam imaginar, o inimigo fica envergonhado, mas ao mesmo tempo, com uma cara de quem está a gostar do que está a acontecer…

senrankaguraburstrenewal1

Já tinha mencionado vagamente, mas passo a explicar de forma mais detalhada.  Re:Newal vê o jogo base com visuais 2.5D ser transformado em 3D, oferecendo, sem dúvida, uma experiência bastante superior e mais imersiva. Ainda assim, os cenários não são nada de extraordinário graficamente mas chamo a atenção para a recriação virtual de, pelo menos, dois espaços conhecidos verdadeiros. São eles a zona do templo de Asakusa e o distrito da luz vermelha em Tóquio chamado Kabukicho. Apesar de não serem de todo fiéis à realidade, são claramente locais inspirados nas zonas que acabei de referir.

senrankaguraburstrenewal7

Ainda nos contornos visuais, nota-se claramente a atenção que foi dada às personagens femininas e aos seus redondos contornos que saltam à vista cada vez que aparecem no cenário. O elevado destaque físico ao peito das raparigas é qualquer coisa de surreal e faz lembrar muito aquilo que se via em Dead or Alive. Ainda no mesmo assunto, destaque para certos momentos da batalha, onde temos uns planos bem próximos de várias partes íntimas, o que eleva o patamar do visual sexual para uma fasquia ainda mais red line. Não estou a dizer que isto seja bom ou mau, apenas salientar o elevado ênfase a determinadas zonas do corpo e que podem muito bem repudiar determinado público. Bom, a verdade é que quem tem intenções de comprar o jogo, já sabe muito bem as águas em que vai mergulhar.

senrankaguraburstrenewal4

Em termos de banda sonora, não havendo nada de especial a destacar, as presentes músicas com guitarras eletrizantes são a temática habitual em muitos jogos japoneses e que, mais uma vez, acabam por encaixar na perfeição. As vozes dos personagens são bem executadas, não havendo nada de especial a apontar.

Para os mais distraídos, quero deixar a mensagem que a versão do jogo para a Playstation, viu censurado o modo Intimacy. Este consiste essencialmente em interagir com as raparigas com umas mãos virtuais e esperar a resposta das mesmas. Felizmente, para quem realmente vê a importância neste modo, fiquem descansados pois a versão para a Steam não foi alvo de censura e pode sempre optar por essa plataforma.

Em jeito de conclusão, estamos perante um título com um público alvo muito específico, o qual já está bem ao corrente daquilo que vai encontrar. Este género de remake oferece essencialmente um novo aspeto a um jogo já com vários anos e também uma nova dinâmica de combate em 3D, ao contrário do original side scroller. Infelizmente, o combate torna-se repetitivo a médio prazo, podendo a variedade de personagens disponíveis oferecer alguma diversidade no mesmo. Quanto aos fãs da saga, existe muito conteúdo por desbloquear e certamente muitas horas de jogo pela frente, caso desejem obter a sua totalidade.

bom

positivo Visualmente renovado agora em 3D
positivo Muito conteúdo por desbloquear
positivo Vasta personalização dos personagens
positivo Mais de 80 missões de campanha e muitas outras desbloqueadas com o avançar da campanha
positivo Cada personagem tem os seus ataques específicos
errado Jogabilidade algo repetitiva
errado Apesar do novo aspeto visual, pouco surpreendente de acordo com os parâmetros de hoje em dia
errado Fraca Narrativa (apesar de não ser o ponto crucial do título)
errado Personagens pouco interessantes

Data de Lançamento: 18 de Janeiro de 2019
Produtora: HONEY PARADE GAMES
Editora: Marvelous Entertainment
Género: Ação, Beat ‘em Up
Disponível para: Playstation 4, PC

Análise feita na Playstation 4.

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise por parte da Marvelous Entertainment.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s