Análises

Grid – Análise

grid2019

Foi em 2008 que saiu o primeiro Grid pelas mãos da Codemasters. Foi um dos meus jogos favoritos de corridas na geração passada de consolas e foi com alguma expectativa que esperava por este novo título. Grid (2019) é um reboot da série mas que, infelizmente, acaba por não inovar em grande coisa. Quase diria que é mais um remaster do que outra coisa.

Algo que gostei no primeiro título foi a presença de patrocínios. Se bem me lembro, até podíamos colocar os mesmos nas portas ou em qualquer outra da zona do carro. Mas isto não é o que me fazia gostar dos mesmos, mas sim o facto de cada patrocínio dar diferentes boosts. Os objetivos eram variados e pediam que acabássemos a corrida numa determinada posição ou que fizéssemos uma prova sem embater em qualquer adversário. Conforme a nossa performance em pista, o prémio ajustava-se ao mesma.

Infelizmente, Grid 2019 deixou esse aspeto de lado mas, para compensar, existem um género de objetivos “ocultos” quase com a mesma funcionalidade. Não é bem a mesma coisa, mas não foge muito ao sistema. No fim de cada corrida, ganhamos experiência pela nossa posição, mas também conforme a nossa condução. Podemos estar a falar de completar um determinado número de power drifts, powerslides, ultrapassagens ou ainda aguentar X minutos (cumuláveis) em duas rodas, entre muitos outros desafios.

GRID_20191012100205

Depois de Forza Horizon aparecer, os jogos de corridas nunca mais foram o mesmo para mim. Tudo o que não ofereça uma determinada liberdade, faz-me parecer que estou estagnado e preso a determinadas condições. Obviamente que nem todos os jogos de corrida podem ou devem ser em mundo aberto, porém Grid não ajuda neste aspeto. Tal como podem ver na imagem mais abaixo, esse é o aspeto da carreira. Um conjunto de eventos de determinados tipos, os quais temos de ir superando até desbloquear a corrida final e vencer. Após vencermos quatro destes “eventos finais”, é que podemos passar para a fase seguinte chamada Grid World Series. Tudo isto não tem qualquer problema, não fosse o facto de rapidamente se tornar repetitivo.

Para já, o jogo contém mais de 60 carros, embora esteja previsto este número aumentar nos próximos meses com conteúdo extra para o jogo. Existem viaturas para todos os gostos e é possível alterá-las visualmente, tal como nos títulos anterior. Existem skins predefinidas que podem usar e mudar as tonalidades.

GRID_20191012100138

O jogo contém 13 circuitos e mais de 80 variantes dos mesmos. O número de pistas não é muito, mas os vários formatos de cada um oferecem variedade suficiente. Para ajudar neste aspeto, as corridas podem ser durante várias alturas do dia e com variadas condições atmosféricas, apesar de não serem dinâmicas. Isto significa que se a corrida começar com chuva, irá acabar com chuva.

Ainda no que toca às pistas, são maioritariamente as mesmas com alguns retoques visuais e ajustes nos cenários. As próprias animações foram melhoradas, o que seria de esperar tendo em conta o poder das consolas atuais, comparativamente à geração passada. A sensação que tive foi de estar a jogar em casa, pois ao fim de uma ou duas voltas, já tinha reavivado a memória dos circuitos. Os circuitos são variados e o de Barcelona e São Francisco, são alguns dos meus favoritos por serem dentro da cidade.

grid3.jpg

A jogabilidade de Grid é uma mistura de arcada com simulação e existem diversas opções que podem fazer pender mais para um dos lados, conforme a vossa preferência. A inteligência artificial dos concorrentes é um dos pontos fortes do jogo. A mecânica “nemesis” estreia-se em Grid e agora os adversários podem ficar mais agressivos, tendo em conta as nossas atitudes. Se tivermos uma condução agressiva com um determinado piloto, ele irá tornar-se vosso nemesis e começar a ter a mesma atitude para connosco.

Preparem-se para ser abalroados sem pudor ou piedade. Preparem-se para ingerir o mesmo veneno que deram a conhecer anteriormente. Se as coisas começarem a correr muito mal, não se esqueçam que podem retroceder na corrida ao pressionar o botão para tal. Este mecânica continua presente e é  bastante útil na hora de melhorarmos uma curva ou uma ultrapassagem mal calculada. Quem sabe, um valente encontram do piloto ao lado…

Infelizmente, no que toca a modos de jogo, Grid não oferece grande cardápio. Para além da carreira, existe um modo para criarmos eventos à nossa vontade e o multiplayer. Na vertente online, também não existe muita oferta e, das vezes que joguei, tudo correu sem problemas de ligação.

No que toca aos gráficos, estamos perante um produto de boa qualidade e a luminosidade, bem como os detalhes nas pistas, estão bem conseguidos. As viaturas estão bem representadas e as moças nas portas ou em qualquer outra parte do veículo, são uma realidade cada vez que existir um contacto físico. Preparem-se para ver pedaços dos carros a saírem disparados em plena corrida, embora não tenham qualquer impacto caso embatam nos mesmos. A nível de som, não existe nada de especial a salientar. O roncar dos motores e efeitos da condução são da habitual qualidade da Codemasters, mas a música é praticamente inexistente. Não que isso seja um problema num jogo destes, mas há quem prefira uma banda sonora durante as corridas, para além do som de borracha a queimar e a estrutura do carro a chorar numa manobra mais arrojada.

Apesar da sua qualidade, infelizmente, Grid tem pouco sumo para espremer. A carreira tornar-se um pouco repetitiva com o tempo e resta apenas o multiplayer ou as custom races. O número de circuitos também não é assim tanto, embora hajam imensas variantes de cada um. Em suma, este é um produto capaz de satisfazer os fãs da série, mas com poucos cavalos para agarrar possíveis novos pilotos.

 

Data de Lançamento: 11 de Outubro de 2019
Produtora: Codemasters
Editora: Codemasters
Género: Corridas
Disponível para: Playstation 4, Xbox One, Microsoft Windows e Google Stadia

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise (Playstation 4) por parte da Editora/Distribuidora Nacional.

Se gostaram de ler este texto, agradecia imenso se o pudessem partilhar nas redes sociais. Se quiserem apoiar este projeto, podem fazê-lo através desta página. Acima de tudo, obrigado por visitarem o site.

Anúncios

Categorias:Análises

Tagged as: , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s