Artigos

Diário de Jogo – Semana 03/2020

dbzkakarotcombate

 

O início de 2020 previa-se algo calmo, mas do nada levantou-se um temporal. Os jogos que se seguem serão todos alvos de análise, mas como apareceram os três no espaço de quatro dias, então as mesmas deverão levar algum tempo até estar online.

Comecei a semana com AO Tennis 2, o qual me surpreendeu pela positiva. Como alguém que jogou ténis durante muitos anos, é sempre bom voltar a poder fazer o desporto de forma virtual. Sou grande fã de Virtua Tennis e Top Spin mas, infelizmente, ambas as séries ficaram-se pelo 4 e já lá vão muitos anos. Seria bom ver o regresso de, pelo menos, um deles mas até lá, AO Tennis 2 terá de satisfazer. Gostei da sua jogabilidade com foco na simulação, embora também acabe por ser mais exigente em termos de aprendizagem. Já algo que me deixa menos contente os constantes loadings e a sua duração. Para já, só me foquei na carreira e pouco mais, mas vejo potencial para me divertir durante largas horas.

 

Frostpunk_20191008224100

 

O segundo DLC de Frostpunk é o próximo da fila. Para quem leu a minha análise, sabe bem que gostei muito do jogo e, por essa razão, não rejeito mais Frostpunk. “The Last Autumm” é o nome do DLC que se segue e tem lugar antes do jogo principal, antes do nevão que levou a civilização a tentar sobreviver em pleno clima gelado. O calor é agora o substituto do frio e existem diversos novos edifícios e mecânicas, bem como novas leis e fatores que influenciam tudo e mais alguma coisa. Joguei pouco, mas já deu para sofrer bastante nas mãos de um DLC que avisa logo o jogador para jogar no “easy”, devido à sua dificuldade. E não é que o jogo estava a falar a verdade? Bem mais exigente que o jogo principal, mas hei-de conseguir chegar ao fim!!

 

 

Por fim, Dragon Ball Z: Kakarot!! Como alguém que viveu durante o esplendor máximo de Dragon Ball em Portugal, as minhas expectativas para este jogo eram enormes. Diria até que, há muito tempo que não estava tão entusiasmado para um jogo como este e o resultado não podia ter sido mais positivo. É, literalmente, estar a jogar o anime. A banda sonora oficial eleva a experiência para um patamar tão bom quanto a sua excelente jogabilidade. Como disse, as minhas expecativas estavam muito altas por poder finalmente viver no mundo de Dragon Ball e, até agora, não podia ter sido melhor. Talvez devesse ser um pouco mais exigente em termos de conteúdo secundário, mas dado o facto de não haver nada assim na franquia de Akira Toriyama, é impossível não ficar com uma grande sorriso na cara. Dragon Ball Z: Kakarot é jogo para levar várias dezenas de horas e só deverei colocar a minha análise online quando terminar a história.

Aproveito para deixar o link para um artigo que fiz com algumas dicas para o jogo.

 

E vocês o que andam a jogar?

Até daqui a uns dias!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.