For The Warp – Mil e Uma Perguntas

ftwarp

 

For The Warp sai oficialmente amanhã em early access. Caso ainda não conheçam o jogo, ou queiram saber um pouco mais, este artigo é capaz de vos ajudar. Pedi ao Gonçalo Monteiro, developer responsável pelo jogo, que me respondesse a diversas questões relacionadas com o título, mas não só. Preparem-se para revelações surpreendentes!! Ao que parece, não estamos sozinhos no Universo!! 😁

Espero que gostem da conversa intergaláctica que se segue.

 

 

Como surgiu o nome For The Warp?

Queria que o nome desse uma sigla de 3 letras. WTF era muito agressivo, por isso escolhi FTW que é conhecido como “For The Win” mas neste caso, usando Warp que é o objectivo do jogo, chegar até à Warp Gate. Também acaba por ser uma referência a outro título que serviu de inspiração, o FTL.

 

– Poderia ter sido For The Wrap?

Se fosse um co-op de culinária, onde lutas contra o tempo para fazer receitas de Wraps, penso que seria um ótimo nome.

 

– O que acontece quando chegamos ao último Warp Gate?

Vai estar sempre um boss final à tua espera num Warp Gate e, neste caso, o último dá acesso aos sistemas pan-humanos. Isto é, chegas ao espaço civilizado e seguro, onde podes vender a tua mercadoria, altamente ilegal, por um preço exorbitante e asseguras a tua reforma…

 

ftwarp1

 

– Quantas naves será possível controlar no jogo?

Neste momento, existem duas naves e uma terceira ficará disponível muito brevemente. O objectivo é que no fim do early access, existam pelo menos 5 naves para o jogador controlar.

 

– O que difere entre elas?

Para além do visual, o deck inicial de cartas é diferente, bem como a capacidade da armadura, escudos e equipamentos. A terceira nave é uma espécie de porta-aviões, ou seja, a única capacidade ofensiva é lançar drones, e usa cartas à volta dessa mecânica.

 

– Dá para mudar o seu visual?

Não está nos planos, apenas podemos desbloquear naves diferentes. No entanto, conforme as naves recebem dano, certamente que as mesmas vão ficando com outro ‘visual’.

 

– O mapa tem sempre a mesma forma?

É sempre a mesma grelha 12 por 8, mas o posicionamento dos eventos, inimigos e obstáculos é aleatório. No entanto isto poderá mudar nos próximos meses, uma vez que irão ser adicionados sistemas secretos.

 

– O quão secretos são esses sistemas?

Os pontos de acesso irão estar bem escondidos, ou desbloqueados através de alguns desafios. É algo ainda a ser estudado.

 

ftwarp5

 

– Quantas zonas temos de superar para terminar o jogo?

Serão sempre 5 sistemas até ao final. Para já, a progressão é linear, mas vão existir caminhos alternativos que serão implementados durante a fase do early access.

 

– Existe uma grande disparidade de dificuldade entre elas?

Sim, conforme chegamos aos sistemas finais, a dificuldade irá aumentar consideravelmente.

 

– Quantos modos de jogo vai ter?

Depois de acabarmos o jogo, o modo ‘hardcore’ será desbloqueado, com maior dificuldade. Outros modos estão nos planos e serão revelados mais tarde.

 

– Será possível sermos sugados para o vazio?

A nave que controlas já ‘navega no vazio’, mas se explodir, aí sim toda a tripulação será sugada para o vazio. 😉

 

ftwarp2

 

– Adoro a música do jogo. Por quantas músicas é composta a banda sonora?

6 músicas e mais algumas variações do tema principal, mas mais músicas serão adicionadas nos próximos meses.

 

– Vai existir um bundle com o jogo e a banda sonora?

Não pensei muito nisso, mas provavelmente sim. De certeza que poderás comprar a banda sonora separadamente, logo que estiver disponível.

 

– Existe um limite de cartas no nosso inventário?

Não!

 

– Quantas cartas tem o jogo atualmente?

80 cartas e 15 equipamentos

 

– Cada vez que começamos um jogo, as cartas são sempre as mesmas?

O ‘starter deck’ específico da tua nave é sempre o mesmo, mas logo no início do jogo tens acesso a um mercado onde podes comprar mais cartas e equipamentos.

 

– As cartas que ganhamos num playthrough não passam para outros, certo?

Certo. Se perderes o jogo, começas tudo de novo, daí ser um roguelike/roguelite. Apenas consegues desbloquear novas naves atingindo certos objetivos, mas estas apenas podem ser jogadas em playthroughs diferentes.

 

ftwarp3

 

– Existe alguma carta que destrua todos os inimigos numa única jogada?

Não diretamente, mas existem cartas que fazem dano a todos os inimigos, e se estes forem fracos ou já estiverem muito danificados, neste caso sim.

 

– E uma carta que faça os inimigos desistir da batalha?

Sim, existe uma carta chamada ‘bribe’ onde podes subornar uma nave a desistir do combate, em troca de dinheiro…

 

– É possível tornar um inimigo num aliado durante uma batalha?

Neste momento não, mas será uma ideia interessante a explorar no futuro.

 

– Existe alguma carta que nos prejudique?

Existe sempre toda a questão de risco e retorno. Algumas cartas podem-nos prejudicar, mas que dão sempre algo em troca. É tudo uma questão de encontrarmos um bom balanço no conjunto de cartas que temos.

 

– Qual a probabilidade do inimigo nos roubar cartas?

O inimigo pode obrigar-nos a descartar cartas, mas nunca roubar, até agora…

 

– E combustível?

O combustível serve para nos deslocarmos no mapa e também pode servir como recurso para algumas cartas na fase de combate.

 

– Se ficarmos sem combustível, perdemos o jogo ou aparece alguém para nos salvar?

Pode aparecer uma nave de abastecimento para nos salvar, ou podemos ter de lidar com naves inimigas e tentar sobreviver…

 

 

– O espaço é infinito. Dá para ir a Namek?

Não, Namek é muito longe, levaria uns 100 episódios para lá chegar.

 

– E a LV-426?

Apenas a LV-223.

 

– Certamente que podemos ir a Solaris, não?

Solaris é um sistema operativo o Unix, mas a nave que usas corre Windows!

 

– É possível encontrar a Estrela da Morte?

Não.

 

– Então e a Morte?

Muitas vezes e de forma inesperada.

 

– Existe alguma nave baseada numa nave “real”?

As inspirações são tiradas de todo o lado, de jogos, filmes e artistas de ficção científica dos anos 70 e 80.

 

– E numa nave de ficção-científica?

Nenhuma em particular, mas várias influências, desde Star Trek, Battlestar Galactica (2003), Cowboy Bebop ou Jupiter Ascending.

Em termos de ideas em geral, existe imensas influências de autores de ficção científica como Iain M. Banks, Arthur C. Clarke ou Peter F. Hamilton.

 

– Existe alguma hipótese de defrontarmos o EVA Unit 01?

Não, mas existe um ‘monstro espacial’ que é muito semelhante a um Mech.

 

– E um Anjo?

Considerando os diferentes aspectos que um Anjo poderia ter, eu diria que sim 😉

 

– Poderá o Gendo Ikari ser o vilão por trás da destruição de algum Warp Gate?

Seria certamente algum plano para alcançar a instrumentalidade pan-humana.

Iria meter humanoides gigantescos à mistura e adolescentes com crises existenciais.

 

ftwarp4

 

– Existe algum Gundam no jogo?

Como na resposta já dada acima, existe um inimigo que tem algumas inspirações do Gundam.

 

– Qual a probabilidade de encontrarmos um Alien como inimigo?

É quase tudo aliens! Com várias formas e feitios.

 

– Poderá o E.T. aparecer como aliado?

Não, esse já voltou para casa.

 

– Esta é uma odisseia no espaço, antes ou depois de 2001?

Num futuro muito longínquo, numa galáxia muito distante.

 

– Qual a relação do jogo com a série Stargate?

As Warp Gates podem ter algumas semelhanças com uma Stargate, mas as inspirações originais são bem anteriores à série e filme.

 

– Qual a quantidade de inimigos únicos no jogo?

Neste momento vão em 19 naves diferentes, mas em termos de combinações de inimigos, existem muito mais.

 

– O jogo vai ser lançado em early access. Podemos esperar mais naves para controlar?

Sim, uma terceira nave será introduzida muito brevemente, para um total de pelo menos 5.

 

– Novas cartas?

Sim, neste momento existem 80 cartas, e planos para que chegue ao total de 120.

 

– Novos inimigos?

Sim, várias ideias planeadas.

 

– Microtransações no futuro?

Nunca.

 

– Qual o futuro das Microtransações?

Para jogos mobile, as microtransações vão continuar, mas acho que a indústria deveria regular mais o uso de microtransações, principalmente em jogos para menores de 18.

 

 

– O jogo vai ter merchandise?

Não está nos planos, mas nunca se sabe…

 

– É que adoro os visuais do jogo e gostava de ter algo sobre ele. Quem sabe para vestir, colocar na parede ou na minha secretária. 😉

Talvez posters? Não sei, tenho de pensar nisso…

 

– O jogo vai ter alguns easter eggs?

Sim, já tem algumas referências obscuras, e mais coisas serão introduzidas durante o early access.

 

– Star Wars ou Star Trek?

Star Wars para diversão, Star Trek pelas ideias.

 

– Baby Yoda ou BB-8?

BB-8! É mais rápido…

 

– Filme de ficção-científica favorito?

Pergunta difícil, tenho vários no topo, mas talvez Minority Report.

 

– Personagem de ficção-científica favorito?

Outra pergunta difícil, talvez o Spike Spiegel

 

– Estamos sozinhos no Universo?

Nope

 

– Qual a melhor forma para sair de uma conversa?

Tenho de ir, tenho uma cena para lançar amanhã…

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares. @bakum4tsu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.