Granblue Fantasy: Versus – Análise

granblueversus

 

Até ao anúncio da chegada de Granblue Fantasy: Versus ao Ocidente, esta era um nome completamente desconhecido para mim. Foram essencialmente os seus visuais e o nome responsável pela produção, que me deixaram interessados no jogo. Arc System Works é o estúdio encarregado do desenvolvimento de Granblue Fantasy: Versus, mas se este nome não vos diz nada, então pode ser que alguns jogos desenvolvidos por eles ajudem: BazBlue, Guilty Gear, Dragon Ball FighterZ, entre muitos outros. Ok, agora talvez já tenham percebido o potencial deste jogo. Esta é a primeira vez que Granblue chega às consolas, sendo a sua fama atualmente proveniente da vertente mobile.

 

granblueversus2

 

Confesso que os jogos de luta não são de todo o meu forte, mas outra das razões pela qual este título despertou o meu interesse, é o seu modo RPG. Este tem uma narrativa, mas que passa algo despercebida e que pouco faz para agarrar o jogador. Verdade seja dita, a maioria das pessoas que possam vir a jogar este título, certamente não o farão por este modo. No entanto, são alguns dos elementos RPG que o tornam cativante. À medida que avançamos no jogo, vamos desbloqueando novos personagens, os quais podemos utilizar em futuras batalhas, seja como personagem principal ou de apoio. Apesar deste modo ter um contorno de RPG, as batalhas são feitas em combate habituais neste tipo de jogos, onde vamos defrontando hordas de inimigos e, em muitos casos, um boss. Infelizmente, a dada altura, os inimigos começaram a ser um pouco repetitivos, mas foram os confrontos com os bosses que me deixaram bastante empolgado, para além de proporcionarem um desafio mais exigente.

 

granblueversus1

 

Não poderíamos estar a falar de um modo RPG se não houvesse loot. Cada vez que derrotamos um adversário, o mesmo deixa loot, o qual é recolhido automaticamente. O completar de missões também dá diversos tipos de itens, e ainda podemos ganhar alguns extras se preenchermos determinados requisitos de cada uma delas. Também é possível melhorar armas e comprar diversos tipos de itens para ajudar em combate. Os personagens também sobem de nível e caso estejam a ter dificuldade em algum combate, é possível jogar em coop, localmente ou online. Com o avançar do jogo, também se desbloqueia uma opção dentro da campanha chamada Tower of Babyl, a qual é um género de dungeons onde a dificuldade vai subindo com o progresso. Sempre que superarem um novo desafio, ganham mais loot. Esta é uma boa opção para evoluir os personagens e armas, caso estejam com dificuldade em algum momento da campanha.

No que toca ao combate em si, Granblue Fantasy: Versus proporciona uma boa experiência para fãs menos hardcore de jogos de luta, tal como eu. Os seus combos são simples e focados em ataques leves, médio, pesados e especiais. Quanto a lutadores, este é um jogo com pouco oferta, pelo menos para já. O jogo conta com onze personagens à escolha, todos eles maioritariamente diferentes em termos de forma de combate, mas já estão previstos DLC’s com mais alguns nos próximos dias. Quanto a arenas de combate, existem apenas 8, o que também considero relativamente pouco. Todavia, os locais incluídos são visualmente distintos e apelativos.

 

granblueversus3

 

Para além do modo RPG, existem os clássicos Arcade e Online. Em Arcade, após cada vitória, é possível escolher o próximo adversário e respetiva dificuldade. Conforme a dificuldade que escolham, o adversário também será diferente. Acaba por ser uma proposta interessante, caso queiram progredir mais facilmente e evitar determinados adversários. No que toca ao online, antes de podermos jogar contra outras pessoas, o jogo obriga-nos a jogar algumas partidas contra a IA, de forma a obter uma ideia das nossas capacidades. Tenda em conta o resultado, somos posteriormente colocados inicialmente a jogar com pessoas do nosso nível. Dos combates que joguei, não tive qualquer problema de ligação, o que pode muitas vezes tornar a experiência frustrante, principalmente em jogos como este onde todos os milésimos podem fazer a diferença entre a derrota e vitória.

A animação em 2.5D está muito boa e os movimentos dos personagens são uma delícia de observar. A banda sonora também me deixou bastante satisfeito, oferecendo diversos tipos de músicas conforme o momento do jogo. Destaque para algumas músicas que tocam apenas nos bosses e que tornam as batalhas ainda mais épicas.

 

 

Granblue Fantasy: Versus foi uma boa surpresa. Apesar de facilitar muito a vinda de jogadores menos experientes em jogos de luta, também existe algo aqui para quem este é o seu género favorito. Para mim, o modo RPG é o grande destaque relativamente a outros jogos do género, embora pudesse ter sido mais explorado. O pequeno número de lutadores disponíveis, bem como os mapas, acabam por oferecer uma experiência mais compacta e que pode criar alguma fadiga rapidamente. Granblue Fantasy: Versus está longe de ser um jogo perfeito, mas acredito que seja uma boa opção para introduzir os jogos de combate a jogadores que normalmente mantêm alguma distância dos mesmos.

 

positivo Modo RPG e respetivas mecânicas
positivo Modo RPG pode ser jogado em co-op
positivo Visuais
positivo Jogabilidade acessível a qualquer um

errado Modo RPG podia ter sido mais explorado
errado Apenas 11 lutadores

Data de Lançamento: 27 de Março de 2020
Produtora: Arc System Works, Cygames
Editora: Marvelous Inc.
Género: Combate
Disponível para: Microsoft Windows e Playstation 4

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise (Playstation 4) por parte da Marvelous Inc.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.