Made in Abyss – Primeira Temporada

madeinabyss1

 

Tive a oportunidade de ver recentemente Made in Abyss, embora não tenha sido uma decisão de ânimo leve. Apesar do visual dos personagens nunca me ter convencido, resolvi finalmente dar uma oportunidade depois de ouvir falar bastante bem. De salientar que esta série se encontra atualmente disponível no serviço da Netflix Portugal.

Made in Abyss estreou em 2017 e foi adaptado diretamente do manga. A série conta com 13 episódios e faz cobertura dos primeiros 3 volumes do mesmo, o qual conta atualmente com 8 e ainda em produção. Para além da primeira temporada, existem também dois filmes a resumir esta, e ainda um terceiro filme que serve como sequela. Confesso que este último ainda não vi… Para além de tudo isto, está ainda confirmada uma nova temporada como sequela, mas pouco se sabe sobre a mesma. Bom, seja como for, este artigo é apenas referente ao que vi e é disso que vou falar um pouco.

 

madeinabyss2
O misterioso Abismo.

 

A história gira em torno de um abismo, um enorme “buraco”, tanto de largura, mas maior ainda de profundidade, e que alberga a mais inimaginável fauna e flora por entre as várias camadas. Muitas questões se colocam sobre a sua origem e o que estará no fundo do mesmo. Existe um grupo especial de exploradores chamados de “Apitos Brancos”, os quais são os mais “famosos” aventureiros a partir em busca do desconhecido. De salientar que existem vários níveis de exploradores e cada um deles só pode descer até determinado ponto do abismo, de forma a evitar maiores desgraças.

Este abismo, para além da mais variada natureza, contém muitos vestígios de civilizações antigas, bem como muitos mistérios por resolver. Estes mistérios continuam por desvendar porque, dos que se aventuram até algumas das zonas mais remotas do abismo, acabam por nunca regressar. Para os que regressam, existe algo que os pode matar durante a subida, ou castigá-los de certa forma. A maldição da ascensão acaba por matar muita gente, mas também deixar graves sequelas. A título de exemplo, o corpo humano pode ser alvo de alterações físicas, podendo tornar a pessoa em algo irreconhecível.

 

madeinabyss3
Riko – a cara principal da série.

 

Riko é o personagem principal da série, e respetiva filha de uma das exploradoras mais conhecidas – Lyza – um Apito Branco. Riko vive num orfanato, juntamente com muitas outras crianças, onde a maioria dos mesmos pretende ser explorador quando crescer. Após determinados eventos, Riko decide aventurar-se, algo secretamente, no abismo e tentar encontrar os restos mortais da sua mãe. A partir deste ponto, começa uma aventura que aumenta de interesse com a progressão, bem como o respetivo perigo a cada novo nível. Esta aventura é feita com um companheiro que é introduzido bem cedo na série e que também esconde, involuntariamente, alguns segredos sobre a sua origem.

 

madeinabyss4
O perigo à espreita no oculto.

 

O progresso da série é feito de forma algo pausada, mas sempre com novas informações reveladas a cada novo episódio, mantendo assim sempre o público preso pelo mínimo possível. É só a partir do último terço da série que as coisas tomam outras proporções, e dei por mim a querer saber mais ao ver logo o episódio seguinte. De sublinhar que até ali, só via um episódio por dia e sentia-me satisfeito. Foi interessante ver o crescimento da relação entre Riko e a sua companhia na aventura. Os perigos constantes acabaram por colocar os dois à prova dia e noite e conhecer muitas pessoas diferentes pelo caminho. Algumas destas terão um papel crucial no desenrolar dos últimos episódios e deixem-me desde já dizer que muito dificilmente irão conseguir prever o final. 🙂

O estúdio responsável pela animação de Made in Abyss foi Kinema Citrus, empresa também a cargo de Tokyo Magnitude 8.0 ou, mais recentemente, The Rising of the Shield Hero, entre outros. No geral, a animação é boa e quero destacar os cenários e a sua variedade, principalmente, dentro do abismo.

De uma forma geral, Made in Abyss acabou por me surpreender pela positiva, principalmente, por alguns dos momentos mais negros e pesados que surgem na reta final da primeira temporada. Se gostam de animes de aventura e com exploração pelo desconhecido, então aconselho Made in Abyss.

 

 

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.