Ghost of Tsushima – Análise

ghost tsushima analise

 

Ghost of Tsushima é o projeto mais ambicioso da Sucker Punch, o qual nos transporta para todo um mundo inspirado em eventos reais, mas com as devidas alterações e ajustes. Esta nova aventura do estúdio norte americano leva-nos até ao país do sol nascente, mais concretamente à Ilha de Tsushima, e tem lugar durante a primeira invasão Mongol a que a ilha foi sujeita em 1274. O jogo coloca-nos na pele de Jin Sakai, um dos poucos sobreviventes ao ataque, e temos como objetivo principal erradicar toda a ameaça estrangeira da ilha.

 

ghost tsushima analise4
Jin Sakai – o herói desta história.

 

Combate meticuloso e exigente

O samurai é um dos guerreiros mais famosos do mundo e a arte da sua forma de lutar vai muito mais além de simplesmente “manejar uma espada” – ou katana se preferirem. O estúdio Sucker Punch usou várias fontes oficiais sobre as diversas formas de posicionamento destes guerreiros em combate e isso reflete-se na jogabilidade. O jogo permite ter várias posturas onde cada uma delas serve para um determinado tipo de inimigo, sejam adversários com lanças, escudos ou de maior porte. É muito importante que usem a postura correta de forma a ganhar vantagem durante os confrontos.

O jogo contém diversas habilidades por desbloquear e acaba por permitir uma maior personalização na forma como combatemos, seja ela mais silenciosa, ou em puro estilo samurai. Para ajudar no combate, também temos imensas ferramentas ao nosso dispor, as quais podem fazer uma enorme diferença em determinados momentos. A título de exemplo, temos os famosos kunais que podem eliminar – ou atordoar – vários inimigos à distância, bombas de fumo ou explosivas, entre muitas outras possibilidades.

 

ghost tsushima analise3
Muita personalização disponível.

 

O combate de Ghost of Tsushima é bastante intenso e ao mínimo descuido corremos o risco de ver a nossa vida terminar naquele instante. É altamente aconselhável saber defender no exato momento, mas também defletir o ataque inimigo sempre que possível, de modo a contra-atacar rapidamente. Existem ataques que são impossíveis de defender e o jogo assinala os mesmos com uma pequena luz vermelha no inimigo. Acima de tudo, preparem-se para confrontos sempre intensos e evitem ficar rodeados de inimigos, situação a qual pode facilmente comprometer o sucesso dos confrontos. É claro que tudo isto pode ser evitado se abordarem os inimigos à lá Ghost, eliminando um a um de forma furtiva e implacável.

No que diz respeito ao combate, o único aspeto menos positivo que tenho a salientar é a ausência da mecânica de escolher um inimigo específico para atacar, pois muitas vezes podemos ter inimigos nas nossas costas e nem saber, já para não falar que a câmara pode ser prejudicial em locais mais apertados.

 

ghost tsushima analise1
O Pagode representa uma área segura e tranquila.

 

O mundo de Tsushima

A forma como o jogo nos guia pelas mais variadas zonas da ilha é algo deveras interessante. É através do vento que somos guiados até ao próximo ponto de interesse, ou conforme o objetivo que tenhamos escolhido. Esta mecânica acaba por nos fazer imergir mais facilmente na experiência, pois não nos obriga a consultar o mapa constantemente para saber se estamos no caminho correto.

O jogo incentiva a exploração e fá-lo de forma eficaz. Existe imensa coisa para descobrir e que nos irá ajudar a evoluir em diversos campos. Muitos destes locais são autênticas homenagens à cultura japonesa, tanto pela forma como estão inseridas no mundo, mas também naquilo em que consiste a nossa interação com as mesmas. A própria natureza incentiva-nos a descobrir algo fora de rota, pois são as famosas raposas pertencentes à própria cultura nipónica, e também alguns pássaros que aparecem na zona, que nos levam até alguns locais de interesse.

 

ghost tsushima analise7
Locais cheios de tradição e mistério.

 

Existe uma boa variedade de paisagens e as tonalidades das respetivas são incríveis. As alterações climatéricas também estão muito bem implementadas, bem como toda a vertente sonora da natureza. No entanto, senti que a passagem entre os diferentes climas é feita de forma algo brusca, não havendo propriamente um meio termo na passagem. Também houve uma situação em que gravei para ir ao menu principal e quando regressei logo de seguida, o tempo estava completamente diferente. Não é que isto seja um grande problema, mas achei por bem mencionar um comportamento instável neste campo. Existe alguma vida animal no jogo e até podemos caçar alguns deles para obter peles. Porém, existem outros com os quais não existe qualquer tipo de interação e servem apenas para embelezar os cenários, os quais só por si já proporcionam um autêntico espetáculo visual.

 

ghost tsushima analise5
Preparem-se para ter companhia.

 

A variedade de objetivos

Como já tinha referido anteriormente, o jogo tem diversos pontos de interesse no mapa, mas também dispõe de várias missões secundárias. Estas são bastante boas em termos de histórias, desenvolvendo ainda alguns personagens secundários e a sua relação com Jin. Para além destas, existem outras com foco na cultura japonesa e que estão muito longe de serem apenas missões para “encher chouriço”. As histórias que nos apresentam são únicas e interessantes, resultando inclusivamente em finais menos felizes.

No que toca às missões principais, estas são longas e variadas em termos de objetivos. Em alguns casos, o jogo permite que possamos abordar algumas delas de diversas formas, o que acaba por incentivar à criatividade, dentro do possível. A mecânica de “detetive” está bastante presente em algumas missões, a qual nos obriga a investigar o cenário e a procurar por pistas, fazendo facilmente lembrar The Witcher 3 em 2015. Coincidência ou não, outra situação que me fez lembrar o jogo do estúdio polaco, deve-se ao facto de vermos a população regressar à sua aldeia a cada vez que eliminávamos a ameaça mongol da mesma. Não é que isto seja um problema, mas também não é de estranhar que um dos melhores jogos desta geração sirva como inspiração para outros do mesmo género.

 

ghost tsushima analise2
Existe uma boa diversidade de paisagens.

 

Quase fielmente representado

Já tinha mencionado um pouco alguma da parte visual do jogo, nomeadamente os cenários e todo o seu esplendor cinematográfico. Para além disso, também quero elogiar o seu design e a forma como estão encaixados no mundo. Existem zonas florestais, enormes planícies, locais à beira mar, mas também locais bem altos com uma excelente vista sob grande parte da zona onde nos encontramos. Algo que me deixou um pouco desapontado foi como muitos dos interiores dos edifícios são cópias uns dos outros. Isto reflete-se mais em pequenas casas, porém, nada que tenha um grande impacto na experiência.

Quero louvar a forma como toda a apresentação do jogo está muito bem executada no que diz respeito à temática nipónica. Tanto a apresentação do título das missões, bem como a forma como estas são dadas como terminadas, são só alguns dos exemplos que me surpreenderam. Isto claro, sem esquecer, os confrontos entre dois samurais, em que os intervenientes são alvo de um foco visual que tão bem representa os filmes do género, e que acaba por elevar os níveis de ansiedade e intensidade antes da batalha em si. Neste campo, quero enaltecer o facto de o jogo poder ser jogado na integridade a preto e branco, modo o qual se Modo Kurosawa, referência ao famoso cineasta japonês Akira Kurosawa.

 

ghost tsushima analise6
A música é tão importante na imersão da experiência.

 

Nota-se que houve um trabalho exaustivo em torno do áudio de Ghost of Tsushima. Tanto a sonoridade da natureza, como o próprio acompanhamento musical, refletem bem os detalhes que foram tidos em conta para nos fazer viver o mundo de Tsushima da forma mais real possível. É impossível ficar indiferente aos tradicionais instrumentos japoneses que ajudam a tornar toda a experiência mais verídica. Se quiserem tornar a experiência ainda mais imersiva, podem sempre ativar o áudio japonês. Apesar de não ser a dobragem original que encaixa com o movimento das bocas nos vídeos, é sem dúvida uma boa forma de tornar o ambiente ainda mais real.

Ao longo das minhas várias dezenas de horas de jogo, foram raras as vezes que me deparei com bugs, o que acaba por ser surpreendente tendo em conta que estamos a falar de um mundo aberto. Foram pequenos pormenores aqui e ali, mas nada que prejudicasse a minha experiência num todo.

 

 

O caminho do Samurai

Ghost of Tsushima levou vários anos a ser produzido e o resultado final reflete isso mesmo no que toca à sua qualidade. O jogo tem lugar numa ilha e é possível explorar praticamente tudo o que se vê, oferecendo uma imensidão de terreno por descobrir. A narrativa está longe de ser incrível, mas não deixa de ser uma grande “aventura samurai”, a qual cumpre o seu trabalho dentro dos padrões a que a Sony nos habitou nesta geração. O combate é intenso, técnico, e, ao mesmo tempo, variado conforme as posturas que tenham e ferramentas que usem. Todo o acompanhamento sonoro é de elevada qualidade e resultante do uso de muitos instrumentos clássicos na música japonesa. O conteúdo secundário disponível irá garantir imensas horas extra de qualidade, num mundo cuidadosamente recriado para nos fazer viver aquela que é uma aventura nipónica de excelência.

 

positivo A natureza de Tsushima
positivo Banda sonora
positivo Combate intenso e metódico
positivo Cultura japonesa bem retratada

errado Comportamento algo estranho nas alterações climatéricas
errado Câmara de jogo em combate (em locais mais apertados)

Data de Lançamento: 17 de Julho de 2020
Produtora: Sucker Punch
Editora: Sony Interactive Entertainment
Género: Ação, Aventura
Disponível para: Playstation 4

Foi disponibilizado um código para análise por parte da Playstation Portugal.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.