Battletoads – Análise

battletoads analise

Em 1991, a Rare, produtora que pouco a pouco foi conquistando o coração dos jogadores, desenvolveu um título marcante, e conhecido, por ser absurdamente difícil, mas com personalidade. O seu nome era Battletoads, um beat ‘em up com níveis variados e com alguns elementos de plataformas, possuindo uma dificuldade bastante superior a outros jogos da época, com especial destaque para o famoso segundo nível, onde conduzimos uma mota evitando vários obstáculos.

Chegamos a 2020 e temos finalmente o lançamento de um novo jogo, desta vez desenvolvido pela Dlala Studios, mas com o apoio da Rare. Denominado apenas como Battletoads, este apresenta-se como uma sequela e renascer da saga, através de um estilo animado e colorido, mas mantendo a essência e personalidade do original, enquanto adiciona novos elementos à sua jogabilidade clássica do género beat ‘em up.

battletoads1
Os famosos heróis da galáxia.

Battletoads Reboot!

Começamos a nossa aventura num confronto de vilões, onde temos a apresentação dos Battletoads. Este grupo é construído por três membros, Pimple, Zitz e Rash, todos com aparências e personalidades distintas, mas, partilham do bom humor e o objetivo de serem heróis famosos.

No final deste confronto, os Battletoads descobrem coincidentemente que estiveram a viver dentro de uma simulação durante 26 anos (desde o lançamento de Battletoads Arcade). Após todo este tempo, deixaram de ser famosos e são obrigados a viver de uma forma pacífica e sem adrenalina.

Os três sapos acabam por chegar aos limites e decidem restaurar as suas vidas anteriores, ao embarcar numa aventura para descobrir tudo o que se passou e derrotar novamente a Dark Queen, numa viagem humorística passada em vários locais.

A experiência narrativa é bastante divertida e simpatizante para todas as idades. O seu único defeito é a curta longevidade que nos deixa a desejar por algo mais, nem que seja para ver as fantásticas cutscenes animadas.

battletoads2
As cutscenes faz-nos desejar uma série cartoon de Battletoads.

Visual colorido e carismático

Estas sequências estão incrivelmente trabalhadas e cheias de personalidade. Dão-nos a incrível sensação de estarmos a ver desenhos animados na televisão, mas como não é o caso, ficamos com o desejo de essa possibilidade se tornar realidade, muito pelo excelente trabalho que foi desenvolvido.

Os visuais durante a jogabilidade são bastante apelativos e fiéis ao universo de Battletoads. O estilo cartoon colorido e criativo, representa de forma excelente este mundo em conjunto com as suas personagens, com destaque às animações que cada um deles possuí, dentro e fora de combate. Estes também apresentam um design visual distinto e característico que, comparando com os jogos anteriores, as diferenças entre as personagens eram mínimas.

Estamos perante um jogo visualmente fantástico em sintonia com a sua excelente banda sonora, produzindo melodias de rock que acompanham a adrenalina proporcionada pela jogabilidade do jogo.

battletoads3
Ao trocar de personagem, esta aparece atacando qualquer inimigo que esteja no caminho.

Muita adrenalina

A jogabilidade é o foco de Battletoads e isso reflete-se na sua dificuldade. Este novo jogo apresenta-se mais acessível através da possibilidade de alterarmos a mesma, acabando por oferecer uma boa experiência, tanto para quem quer apenas desfrutar do jogo, como para todos os outros que procuram um bom desafio.

Por vezes, os jogos de beat ‘em up podem tornar-se repetitivos, mas Battletoads apresenta várias características para evitar esse aspeto. Durante o jogo, podemos trocar de personagem, onde cada um apresenta um estilo de combate diferente, mas também a quantidade de dano que podemos fazer. Como exemplos, temos Pimple que possuí ataques mais lentos e pesados, mas que permite derrotar os inimigos rapidamente, enquanto Zitz é mais ágil e consegue realizar facilmente vários combos.

Existem níveis que fogem da fórmula e incorporam outros géneros de videojogos, desde secções de plataformas a shoot ‘em up e, sem esquecer, os clássicos níveis de mota de Battletoads que se apresentam numa nova perspetiva 3D. No entanto, as secções de plataformas acabaram por desiludir, pois são apenas desenvolvidas à base de saltos e puzzles demasiado simples, os quais não acompanham a restante energia do título.

battletoads4
Embora continue desafiante, a nova perspetiva 3D oferece alguma acessibilidade aos níveis de mota

Para aumentar a variedade de jogabilidade, foram introduzidos minijogos que têm como base QTE’s. Estes são divertidos e encaixam no ambiente do título, como é o caso do Toadshambo (uma variação de Pedra Papel Tesoura). Contudo, um dos minijogos que consiste em ativar os sistemas de defesa de uma nave, acabou por ser frustrante devido à sua interface confusa e tempo de resolução limitado.

A variedade de inimigos não é a maior, mas fazem um trabalho competente ao proporcionar uma boa quantidade dos mesmos no ecrã para desafiar o jogador, assim como as suas boss battles o desafiam com alguma criatividade dentro do género.

Battletoads apresenta-se mecanicamente competente e com muita diversão para um jogador, ou para vários jogadores em cooperativo. Apesar de ser uma experiência curta, esta foi feita com a intenção de ser jogada várias vezes, seja numa dificuldade maior ou com o objetivo de descobrir todos os seus colecionáveis.

Battletoads estão de volta

Battletoads é um regresso em forma para estes três sapos que marcaram uma época muita distinta nos videojogos. O novo visual charmoso, jogabilidade energética com variedade e as suas personagens carismáticas, culminam numa experiência muito divertida e radical, tanto para os fãs, como para os novos jogadores na série. Este novo título não desilude e deve ser jogado por qualquer apreciador do género.

positivo Narrativa bem conseguida e com bastante humor
positivo Personagens carismáticas
positivo Animação e visuais excelentes
positivo Jogabilidade variada e divertida

errado Os níveis de plataformas são aborrecidos
errado Uma experiência curta

Data de Lançamento: 20 de agosto de 2020
Produtora: Dlala Studios
Editora: Xbox Game Studios
Género: Beat ‘em up
Disponível para: PC, Playstation 4, Xbox One e Nintendo Switch

A análise foi feita com base na versão da Xbox One.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.