Akudama Drive – Primeiras Impressões

Akudama Drive Primeiras Impressões

Akudama Drive é outro dos nomes que tinha debaixo de olho para esta nova temporada de Outono. A temática cyberpunk não deu grande espaço para dúvidas e fiquei calmamente à espera que chegasse a hora da sua estreia. Depois de visto o primeiro episódio, aqui ficam as primeiras impressões.

Bom, para começar, foi inevitável lembrar-me daquele visual laranja da cidade em Blade Runner 2049 assim que a série mostra a primeira imagem. Depois, com a descida às ruas, foi a vez de sermos atropelados pelos neons publicitários e todas as suas cores incandescentes a iluminar o ecrã. Não podíamos ter começado melhor no que diz respeito ao aspeto visual. Quer dizer, podia ter sido ainda melhor se não começasse a aparecer cgi por todo o lado em diversos momentos introdutórios. Não é que isto seja um problema, ou que até esteja mal feito, mas não sou grande fã de cgi em anime. Implicações à parte, foi impossível ficar indiferente à apresentação visual de Akudama Drive e toda sua palete de cores.

No que diz respeito à história, esta foi feita pelo criador de Danganronpa, o que poderá desde logo despertar o interesse dos fãs da série. Independentemente de ouvir falar muito bem dos jogos, confesso que nunca joguei nenhum, logo é algo que acaba por passar ao lado. Talvez esteja na hora de experimentar…

Quanto ao enredo em si, ainda não há muito para falar. Em tempos, houve uma guerra entre Kantou e Kansai, a qual dividiu o país. Com o terminar da mesma, Kantou passou a controlar Kansai, mas as coisas começaram a descarrilar com o tempo. As atividades criminosas começaram a crescer em Kansai e o nome dado às pessoas que praticavam, e praticam, esses atos é Akudama. O porquê? Bom, ainda não se sabe. (Nem sei se vamos saber, mas pronto…)

O primeiro episódio mostra uma rapariga a interagir com um destes criminosos. Após ter apanhado do chão uma moeda que um deles deixou cair, este recusou receber a mesma de volta ao dizer que dá azar apanhar dinheiro do chão. A verdade é que a rapariga ficou com a moeda e a partir dali tudo começou a correr mal para a jovem. Acabou por ser envolvida em diversas situações e terminar na esquadra da polícia.

Relativamente aos Akudama em destaque na série, todos eles têm uma habilidade especial. Os mesmos foram convocados, um a um, para salvar um criminoso muito famoso, o qual será executado brevemente. Este salvamento envolve um exorbitante prémio monetário e ninguém recusou o trabalho. O que se segue são alguns momentos de ação interessantes, onde cada Akudama mostra a sua especialidade. Eventualmente, a rapariga acaba por se cruzar com estes criminosos, correndo automaticamente o perigo de ser assassinada, mas todos sabemos que isso não irá acontecer. Ou será que…

Quero apenas salientar que existem alguns momentos mais violentos na série e essas partes foram alvo de censura, tal como uma cabeça a rolar no ecrã após uma explosão, entre outros. A animação está a cargo do estúdio Pierrot, uma empresa já com bastantes anos e conhecida por nomes como Tokyo Ghoul, Bleach, Naruto, entre muitos outros. Apesar de alguns bons momentos, a animação não me agarrou como esperava. Seja como for, se a história for boa, a animação acaba por ser facilmente relegada para segundo plano.

De uma forma geral, gostei do que vi em Akudama Drive e irei continuar a acompanhar a série nas próximas semanas.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares. @bakum4tsu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.