Crash Bandicoot 4: It’s About Time – Análise

crash bandicoot 4 its about time análise

 

O regresso de um franchise que marcou a sua época é sempre recebido com receio de não corresponder às expectativas dos fãs, assim como na possibilidade de comprometer a fórmula na qual foi bem-sucedido. Felizmente, Crash Bandicoot 4: It’s About Time é um jogo repleto de nostalgia e carinho para os fãs, rejuvenescendo o nosso Bandicoot preferido com uma nova e desafiante aventura por várias dimensões. Este novo título foi desenvolvido pela Toys for Bob, o mesmo estúdio responsável pelo excelente Spyro Reignited Trilogy em 2018.

Viagem interdimensional

Para além de ser um novo jogo da série, Crash Bandicoot 4: It’s About Time é uma sequela direta do terceiro título de nome Crash Bandicoot 3: Warped, lançado em 1998. A história começa com os velhos e carismáticos rivais Dr. Cortex (cientista maluco), Dr. N. Tropy (controlador do tempo), e Uka Uka (máscara voodoo), a tentar escapar da “prisão”. É através dos poderes de Uka Uka que é criada uma rutura na estrutura do tempo, expondo assim um multiverso por onde os nossos némesis conseguem escapar.

Assim chega a hora de os nossos queridos heróis, Crash e Coco, impedirem os planos do Dr. Cortex e restaurar a ordem no multiverso, com a ajuda das quatro máscaras quânticas. A narrativa apresenta-se como uma nova aventura fiel, e diferente, ao interpretamos várias personagens conhecidas com as suas próprias perspetivas na história. O resultado é uma divertida viagem pelo espaço e tempo que surpreende pelo seu desenvolvimento e pelas excelentes referências.

 

crash bandicoot 4 its about time 1
Crash e Coco continuam carismáticos

 

Uma nova identidade

Neste nova entrada da série, Crash possui um novo visual que se aproxima mais de um cartoon, o que difere do aspeto realista apresentado nas remasterizações do Crash Bandicoot N. Sane Trilogy. Na verdade, cada personagem recebeu um tratamento no seu design, resultando em algo com mais personalidade. Também os vários mundos que temos oportunidade de explorar, são luxuosos em detalhe e cor, tornando-se bastante interessantes e únicos.

Infelizmente, o que deixa a desejar é a sua banda sonora, a qual, apesar de possuir melodias carismáticas da série, não tem nenhuma música que se destaque durante a jogabilidade.

 

crash bandicoot 4 its about time 2
Os visuais do jogo são excelentes e criativos.

 

Fiel à fórmula

 O ponto forte de Crash Bandicoot é sem dúvida a sua jogabilidade, e o facto de que esta sequela mantém a fórmula da trilogia original, ao mesmo tempo que introduz novas mecânicas e personagens que encaixam perfeitamente neste universo, é uma grande conquista. A jogabilidade continua muito divertida, mas também desafiante. Arriscaria a dizer que talvez seja o título mais competitivo da série, resultante dos aumentos de dificuldade em cada nível e à variedade de objetivos e desafios especiais disponíveis.

As novas mecânicas provêm das máscaras quânticas, as quais são desbloqueadas em certas partes do jogo e possuem diferentes poderes, variando conforme a sua cor: azul (alterna entre dimensões), roxo (conseguimos destruir todas as caixas e flutuar por estar sempre a “girar”), amarelo (abranda o tempo) e por fim, verde (conseguimos inverter a gravidade). Estes poderes acabam por ser boas adições para apimentar a fórmula nostálgica da série.

 

crash bandicoot 4 its about time 3
Cada máscara tem a sua personalidade engraçada.

 

Nesta sequela, Crash e a sua irmã Coco são as personagens principais e podemos jogar com ambas em qualquer um dos níveis disponíveis. Não posso deixar de mencionar o regresso de personagens clássicas e jogáveis neste jogo, tais como Tawna e Dingo, sem esquecer o Dr. Neo Cortex, apesar de esta personagem já ter sido jogável em jogos anteriores. Esta personagem contém uma pistola que transforma os inimigos em pedra, ou numa espécie de gelatina, servindo de plataforma especial para conseguirmos saltar mais alto. Para além disso, também possui uma habilidade de dash. A sua jogabilidade é sólida, mas não é tão divertida comparativamente a Tawna ou Dingo.

Tawna é uma personagem semelhante a Crash e Coco, mas possui uma corda para alcançar objetos distantes e deslocar-se a outros lugares. Dingo é o mais distinto ao possuir uma arma que suga tudo para depois contra-atacar e pode utilizar a mesma para flutuar durante alguns segundos. Estas personagens são introduzidas ao longo da narrativa e os seus níveis são complementares, oferecendo uma nova perspetiva para explicar certos momentos da história.

 

crash bandicoot 4 its about time 4
A nossa habilidade também será testada em lutas com os inevitáveis bosses.

 

De forma a conquistar todo o tipo de jogadores, o jogo oferece dois modos de jogabilidade: Retro e Modern. O primeiro é exatamente a fórmula clássica dos jogos originais, oferecendo um exigente desafio, enquanto que o segundo tem vidas infinitas e podemos recomeçar sempre a partir do último checkpoint. Para ajudar na acessibilidade, temos ainda um círculo por baixo da nossa personagem quando esta salta, de forma a indicar exatamente o seu posicionamento. Esta opção vem ativada por defeito, mas podemos desativá-la a qualquer momento.

 

Uma aventura sem fim

Em termos de longevidade, podem contar com cerca de oito horas relativamente à narrativa principal, embora o jogo ofereça imenso conteúdo extra para desfrutar. Existem vários desafios em cada nível, como colecionar as gemas e partir todas as caixas, os quais permitem desbloquear skins para Crash e Coco. Temos também os Flashback Tapes, os quais consistem em níveis com os testes de laboratório feitos ao Crash quando este estava sob o controlo do Dr. Neo Cortex. Para além disso, ainda temos os níveis normais, os quais podem ser jogados com efeitos secundários, tais como, a título de exemplo, jogar com as cores invertidas.

Por fim, temos ainda duas componentes multiplayer as quais podem ser jogadas entre 2 a 4 jogadores: Pass N. Play e Bandicoot Battle. O primeiro é um modo cooperativo que permite jogar e completar os níveis por turnos, definindo uma “Pass Condition” para dar a vez a outro jogador, como por exemplo, sempre que perdemos ou em cada checkpoint. Para algo mais competitivo, temos o Bandicoot Battle onde jogamos por turnos entre dois desafios. Checkpoint Races são corridas em que o objetivo é atingir, dentro do tempo, o maior número de Checkpoints assinalados. Quanto a Crate Combo, é uma corrida com o objetivo de destruir o maior número de caixas.

Em suma, este título contém bastante conteúdo para os fãs e para os apreciadores do género.

 

 

Crash Bandicoot está de volta

Crash Bandicoot 4: It’s About Time é certamente uma viagem brilhante e nostálgica por um universo querido dos videojogos. A fórmula continua divertida e as novidades complementam esta entusiasmante jornada que nos enche de adrenalina na tentativa de completar os seus desafios. Acima de tudo, é uma carta de amor aos fãs da saga, bem como uma excelente escolha para todos aqueles que apreciam bons jogos de plataformas. Até que enfim Crash Bandicoot está de volta, já não era sem tempo.

positivo Narrativa divertida e convincente
positivo Visuais excelentes e coloridos
positivo Jogabilidade fiel ao universo
positivo Novos poderes e personagens
positivo Vasto Conteúdo

errado A banda sonora deixa a desejar

Data de Lançamento: 2 de outubro de 2020
Produtora: Toys for Bob
Editora: Activision
Género: Ação, Aventura, Plataformas
Disponível para: Playstation 4 e Xbox One

Foi disponibilizada uma cópia do jogo para análise por parte da Playstation Portugal. (PS4)

Autor: Pedro Costa

Desde pequeno que é fascinado por experiências interactivas que apenas os videojogos proporcionam. Para além disso, é apreciador de vários géneros de anime. @ShingetsuPT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.