Dirt 5 – Análise

dirt 5 análise

A série de rally mais conhecida dos videojogos está de volta e, ao contrário da entrada anterior focada em simulação, Dirt 5 marca o regresso à condução arcada. Este título é um regresso às origens usadas no segundo e terceiro jogos da saga, onde a premissa gira em torno de uma experiência descontraída, divertida e desafiante, com muito diversidade entre os modos de jogo.

 

Sem perder tempo

O jogo não perde tempo para que possamos colocar “prego a fundo”, e levantar pó a cada curva, com o novo modo Carreira. Este é apresentado por dois divertidos locutores na rádio, mas, por vezes, a dinâmica entre os mesmos acaba por ser exagerada e força algum humor que não resulta. Posto isto, falemos do que realmente importa.

O modo carreira está dividido em vários tipos de corrida, desde Cross-raid (conduzimos jipes) a 90’s Rally (apenas carros clássicos que todos adoramos). Para além disso, é possível encontrar outras categorias, como por exemplo, Ice Breaker, onde as pistas são bastantes escorregadias e controlo do carro é mais exigente.

 

dirt5_1
Ice Breaker é um verdadeiro desafio

 

A dinâmica e diversidade de eventos permite um progresso mais divertido e explorável, de tal forma que estive sempre curioso para saber qual seria o próximo evento a ser desbloqueado.  Para tornar cada competição mais interessante, existem sempre três desafios em cada corrida com os quais podemos ganhar Experiência e Reputação extra, dependendo se os conseguimos completar ou não.

Para além destes, também temos a opção de assinar contrato com patrocinadores os quais nos dão objetivos adicionais. O completar destes também resulta num aumenta de Reputação e, por consequência, recebemos mais dinheiro para os nossos investimentos (novos veículos e a personalização destes). Adicionalmente, existem desafios chamados Throwdown que consistem num tipo de corrida um contra um.

Esta diversidade de objetivos complementa perfeitamente a estrutura do modo de carreira, construindo uma experiência bastante divertida e que me deixou entusiasmado do início ao fim de cada corrida. A variedade continua nas localizações das pistas e na seleção de carros disponíveis, sem esquecer a possibilidade de personalizarmos estes últimos. A personalização disponível é simples, sendo limitada a escolha de cores, vinyls e stickers, mas é cativante o suficiente para distinguirmos o nosso veículo dos adversários e confesso que me empolguei a criar alguns designs engraçados.

 

dirt5_2
O jogo apresenta uns visuais refinados e soberbos

 

Dirt 5 impressionou-me graficamente com locais vastos e de vistas incríveis, com uma fantástica atenção ao detalhe, que ajudou a criar uma maior imersão a cada curva. Os veículos também apresentam visuais cuidados, mas o aspeto mais forte é sem dúvida as pistas com condições climatéricas.

Sejam corridas com chuva, neve, ou de noite, a evolução gráfica é notória e soberba. Sendo que joguei numa PS4 (base), acabei por ficar muito curioso de como será o jogo nas consolas da nova geração. Apesar de não ter prejudicado a minha a experiência, foram alguns os bugs e pop-ups com que me deparei. Ainda assim, há que ter em conta a plataforma de análise, a qual não é a melhor atualmente.

A nível de áudio, nada a apontar ao excelente e habitual trabalho feito pela Codemasters neste campo. Tanto a nível do som das viaturas, como da banda sonora, ambas atingem de forma fácil aquele patamar de qualidade com que a empresa britânica nos tem mimado nos últimos anos. No geral, o voice acting é competente, e para além do que já referi anteriormente, é complementado com duas das vozes mais famosas no mundo dos videojogos. Estamos a falar de Troy Baker, o manager que nos acompanha ao longo do jogo, e também de Nolan North, o rival/antagonista da narrativa, o qual conhecem certamente pelas suas aventuras como ladrão de tesouros.

 

dirt5_3
Estes são os demónios da condução!

 

Sempre de lado e a fazer pó!

Como já tinha referido inicialmente, a jogabilidade de Dirt 5 consiste numa condução arcada, fugindo totalmente à simulação definida pelo seu irmão Dirt Rally, tornando esta entrada da série mais acessível a qualquer tipo de jogador. A mesma é firme e divertida, sendo que também sentimos a diferença confirme o tipo de carro que estejamos a conduzir.

As diversas condições atmosféricas têm um enorme impacto na condução, obrigando-nos a ajustar a nossa condução conforme estas vão alterando durante as corridas. Por exemplo, nunca corrida onde está a nevar, torna-se cada vez mais difícil conduzir a cada nova volta, forçando-nos a uma constante adaptação em tempo real. Este é só um pequeno exemplo de algo que ajuda a tornar o jogo muito mais imersivo e desafiante.

A IA também se demonstra eficaz, sendo agressiva e veloz para nos ultrapassar a todo o custo, levando-nos a ter mais atenção com a nossa condução. Contudo, existe algo a apontar sobre o seu sistema de colisão. Por vezes, senti que o mesmo é demasiado rigoroso no sentido em que um pequeno toque era o suficiente para perder muita velocidade ou até o controlo do veículo. Noutras situações, o sistema que nos deteta se estamos fora da pista ou não, era algo incorreto e foram várias as vezes que a minha posição foi alvo de reset. Estes acontecimentos podem facilmente criar alguma frustração por sermos punidos em demasia, e às vezes de forma injusta, o que me levou a recomeçar algumas corridas só para ter uma hipótese de ganhar.

 

dirt5_4
Playgrounds é um parque de diversões para carros.

 

A liberdade do Playgrounds

Para além do modo Carreira, temos vários outros para nos distrair, tais como: Arcade, Free Racing, Playgrounds e Online. Alguns são óbvios e clássicos como o Free Racing, o Online, e o Arcade, o qual nos permite realizar Time Trials e corridas personalizadas. Apesar de ser um pouco mais do mesmo, acabam por oferecer uma boa alternativa ao conteúdo principal.

Contudo, o que merece mais atenção é o novo modo de jogo divertido chamado Playgrounds. Este permite criar as nossas próprias pistas, com a posterior opção de partilhar com toda a comunidade e vice-versa. O modo possui três tipos de desafios para criar: Gate Crasher (passar todos os checkpoints com o menor tempo possível), Gymkhana (ganhar pontos a fazer manobras) e Smash Attack (destruir os objetos assinalados e ganhar pontos o mais rápido possível). É certamente uma boa adição a este título, introduzindo outra dinâmica à jogabilidade e pistas com maior complexidade.

Em suma, é fácil passar várias horas de jogo a desfrutar de todo o conteúdo que está presente neste momento. No futuro, irão ser lançados DLCs com mais veículos e pistas, ganhando assim mais razões para voltar a este mundo de rally. Sem dúvida que vou continuar a levar o meu carro, com o seu aspeto bizarro, para estes locais cheios de lama.

 

 

Um rebranding da série

Dirt 5 é uma excelente proposta desta série de rally, mais conhecida pela sua qualidade e realismo nos últimos anos. Este novo título vai buscar a adrenalina e as raízes de Dirt 2 e 3, num pacote recheado de bom conteúdo, resultando numa experiência divertida, imersiva, e acessível a qualquer jogador que seja fã do género.

A jogabilidade firme e desafiante, em conjunto com a variedade de pistas e veículos disponíveis, oferecem uma boa longevidade e um acrescido entusiasmo para levantar poeira. Agora se me permitem, vou regressar à pista e desfrutar desta experiência no meu Mitsubishi Lancer Evolution amarelo, com um sticker de uma palmeira a tocar maracas.

positivo Sistema climatérico durante as corridas
positivo Excelente jogabilidade arcada
positivo Variedade de veículos, pistas e tipos de corrida
positivo Modo Playgrounds é uma boa adição
positivo Muito conteúdo

errado Sistema de colisão severo e por vezes com má deteção
errado Alguns bugs e pop-ups ao longo da corrida (na plataforma utilizada nesta análise)

Data de Lançamento: 6 de novembro de 2020
Produtora: Codemasters
Editora: Codemasters
Género: Corridas
Disponível para: Microsoft Windows, Xbox (One, Series S e X), Playstation (4 e 5), Google Stadia

Foi disponibilizado um código para análise por parte da editora. (PS4)

Autor: Pedro Costa

Desde pequeno que é fascinado por experiências interactivas que apenas os videojogos proporcionam. Para além disso, é apreciador de vários géneros de anime. @ShingetsuPT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.