Golden Kamuy – Terceira Temporada

golden kamuy terceira temporada

Continuo sem entender como é que esta é uma série tão underrated. Sim, é mesmo desta forma que começo o texto sobre a terceira temporada de Golden Kamuy, a qual terminou em dezembro. Para os interessados na série, podem ler este artigo onde falei um pouco sobre a mesma há algum tempo. É um texto sem qualquer tipo de spoilers, ao contrário de este, onde devo ir mencionar uma coisa ou outra. Quando chegar o momento, irei avisar para impedir que possam ter alguma surpresa estragada. Por outro lado, se estão a ler isto, é porque, muito provavelmente, já terminaram de ver a terceira temporada e procuram opiniões de quem acompanhou os mais recentes episódios.

Esta temporada retoma, obviamente, os eventos do final da segunda temporada. Após Sugimoto e os seus amigos terem sido traídos por Ogata e Kiroranke, os mesmos acabam por levar Asirpa consigo de forma a ficarem mais perto do tesouro. De salientar que Asirpa continua a ser a peça principal de todo este puzzle (Ou, pelo menos, é isso que a série dá a entender neste momento). A partir daqui, e após recuperar dos graves ferimentos, Sugimoto, juntamente com os seus companheiros, partem em busca de Asirpa. Sabemos agora que o grupo não era tão coeso como parecia e que havia um conflito de interesses escondido por entre os sorrisos e companheirismo.

A série passa-se maioritariamente, em territórios russos, onde somos presenciados com novas personagens, novos detalhes sobre a história de alguns dos nomes principais, e, obviamente, muita boa ação pelo meio. Isto para não falar da catrefada de falas em russo com que somos presenciados. Claramente, um toque que nos dá a sensação de que os nossos personagens andam por zonas pouco amistosas (não esquecer que a guerra entre a Rússia e Japão tem um enorme peso no contexto da série). Foram várias os intensos confrontos ao longo dos doze episódios, com momentos de pura aventura em terras desconhecidas e onde o perigo espreitava a qualquer momento.

E agora os spoilers. Atenção! Vamos a isto.

Destaque para dois episódios bem diferentes do habitual tom sério da série, onde um deles levou as nossas personagens a participar em lutas corpo a corpo num recinto algo suspeito, e, no outro caso, a participação num circo com o intuito de Sugimoto aparecer nos jornais e assim dar a conhecer que está vivo, caso Asirpa lê-se o mesmo. Foram dois episódios engraçados, principalmente o segundo, onde deu para rir algumas vezes.

Depois de imensos percalços e contratempos, eis que Sugimoto consegue finalmente alcançar Asirpa. No meio de confrontos, Kiroranke, um dos vilões disfarçados, acaba por ser morto num confronto intenso. Relativamente a Ogata, o altamente letal atirador furtivo (sniper), depois de estar em estado crítico e ser salvo através de uma operação, eis que foge ao grupo, apesar de Sugimoto ter tentado abater a tiro o cavalo em que fugia. Ogata encontra-se agora em parte incerta, mas o seu regresso é iminente.

Relativamente ao encontro entre Sugimoto e Asirpa, é inevitável esboçar um sorriso depois de tudo o que as personagens passaram, isto caso adorem a série como eu. Foi um dos pontos altos desta temporada, a par do momento em que Ogata volta a surpreender com um incrível twist. Existem diversas revelações importantes ao longo destes últimos episódios e, tanto acabam por resultar num progresso ao nível da narrativa, bem como o desenvolvimento das personagens.

E agora? Tudo parece mais ou menos encaminhado para uma caminhada normal para o tesouro, sendo que o fugitivo Ogata é talvez o único espinho da rosa capaz de criar instabilidade. Ok, é bom não esquecer o famoso Hijikata Toshizou, o qual não teve grande destaque nesta terceira parte, mas certamente que ainda terá muito tempo de ecrã futuramente.

Em suma, esta temporada foca-se em dois diferentes grupos num (quase) jogo do gato e do rato. O tempo urge para ambos os lados, numa busca insaciável pelo tão cobiçado tesouro (se é que existe…). Esta terceira temporada conta com muitos bons momentos, sejam mais intensos (com alguma violência à mistura), ou cómicos, com o bom humor já habitual da série. Shiraishi continua a ser, autenticamente, o bobo da corte e é impossível não ficar de bom humor ao ver as suas peripécias, numa série tão recheada de tensão. Quanto a vocês não sei, mas, para mim, mal posso esperar pela próxima temporada (caso seja confirmada…).

Para terminar, quero apenas mencionar que a série encontra-se disponível em Portugal através do serviço do Crunchyroll. Se não tiverem uma subscrição, podem ver na mesma, mas com publicidade aqui e ali.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares. @bakum4tsu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.