Os Filmes de Satoshi Kon

Perfect Blue

Satoshi Kon é um dos mais aclamados mangaka e realizador de manga e anime, respetivamente. Infelizmente, já não se encontra entre nós, mas o seu legado irá perdurar eternamente, pois o seu trabalho continua a ser uma fonte de inspiração para os mais variados campos do entretenimento.

A maioria dos seus filmes acabam por construir mundos paralelos onde as personagens principais veem-se totalmente confusas sobre o que é realidade e o que é imaginação. Ambos se cruzam por diversas vezes, sendo que nós, espetadores ou leitores, também somos apanhados neste jogo psicológico sempre muito bem concebido por parte de Kon. Mas antes da realização de filmes, o seu trabalho começou, obviamente, em mangas onde destaco Seraphim: 266613336 Wings – um trabalho em conjunto com a mente por trás de Ghost in the Shell, Mamoru Oshii. Infelizmente, é um trabalho que nunca chegou a ser terminado. Fora esse, quero mencionar também o seu último manga, de nome, Opus, o qual podem ler um pouco mais neste texto que fiz há uns meses.

Satoshi Kon

Acima de tudo, foi como realizador que viu o seu trabalho ser merecidamente reconhecido, ganhando vários prémios durante a sua relativamente curta atividade profissional. Os filmes que vou mencionar já de seguida, inclusivamente, uma série, são todos de sua autoria e realização, e merecem totalmente a vossa atenção.

.

Perfect Blue

Já aqui tinha falado de Perfect Blue e como é um dos meus filmes preferidos. O seu tom colorido inicial, acaba por ser uma autêntica cortina de fumo para algo mais negro que começa a crescer com o avançar dos minutos. A personagem principal faz parte de um daqueles famosos grupos de ídolos japoneses e a partir do momento em que decidi deixar o mesmo, de forma a prosseguir uma carreira como atriz, as coisas não correm da melhor forma. Após começar a ser perseguida por um fã, e de forma bastante intensa e perturbadora, a mesma começa a entrar numa espiral de loucura e alucinação. Instala-se a dúvida sobre o que é realidade e o que é ficção, resultando num incrível thriller que continua a ser considerado como um dos melhores filmes de animação japonesa dos anos 90.

.

Millennium Actress

Millennium Actress foi o seu trabalho seguinte, o qual se foca na entrevista a uma atriz reformada. As suas memórias serão o palco de toda a ação e, embora isto possa parecer demasiado linear, deixem-me desde já avisar que se já conhecem minimamente o realizador, então saberão que nada é tão simples quanto parece. Este filme retrata as memórias da atriz através dos vários filmes que fez, havendo sempre alguma ligação entre eles. Dos quatro filmes que Kon realizou, é provavelmente o menos aclamado de uma forma geral. Na minha opinião, é um incrível filme que não deve ser de todo ignorado.

.

Tokyo Godfathers

Este é um filme completamente diferente de todo o historial de Satoshi Kon. Ao contrário do habitual jogo psicológico entre ficção e realidade, aqui temos algo mais quente para o coração. O filme conta a história de três sem abrigo que encontram um recém-nascido no lixo e decidem encontrar os verdadeiros pais. Quero destacar a personalidade das três personagens principais e da forma como, mesmo apesar do seu estatuto na sociedade, vão mais além de forma a cumprir a sua missão. Uma Drag Queen, um alcoólico e uma jovem que fugiu de casa, são as três personagens que são, para além do foco principal do filme, desenvolvidas de uma forma onde as ficamos a conhecer melhor e a razão de serem “sem teto”. A descrição deste filme não faz jus ao mesmo, mas aquilo que posso dizer é para não subestimarem um autêntico clássico da animação japonesa e um dos clássicos filmes de animação para ser visto no Natal.

.

Paranoia Agent

Ok, este não é um filme como todos os outros. Na verdade, é, infelizmente, a única série que Satoshi Kon realizou. Paranoia Agent gira em torno de várias personagens que são afetadas pelo centro das atenções da série: um assassino que anda de patins em linha com um bastão na mão. Por norma, ataca somente pessoas que estão sob pressão pelas mais diversas razões, sejam sociais ou profissionais. Os ataques são feitos do nada e é impossível verificar a identidade do assaltante, sendo que os rumores começam a surgir pelas poucas coisas identificáveis: os patins, um chapéu, e um taco de beisebol. A série tem uma carga psicológica considerável e encaixa perfeitamente na zona de conforto a que Satoshi Kon sempre nos habitou. Paranoia Agent é uma das minhas séries favoritas de anime e, caso ainda não tenham visto, então não sei do que estão à espera (mas só depois de lerem o artigo).

.

Paprika

Infelizmente, este foi o seu último filme, mas, por outro lado, também o mais aclamado pela crítica, ganhando, inclusivamente, vários prémios. Confesso que não é de todo o meu favorito, mesmo depois de o já ter visto várias vezes. É, sem dúvida, um bom filme, mas com o qual mais dificuldades tive em criar uma ligação. Paprika tem lugar num futuro (distante?) onde existe um pequeno dispositivo que permite entrar nos sonhos das pessoas. Ora, já sabemos que a alternação entre a ficção e a realidade é um dos fortes do realizador e, mais uma vez, esta “mecânica” entra em ação num dos seus filmes. Tendo em conta que são os sonhos das pessoas que merecem grande destaque nesta produção, está explicada a imensa variedade de cenários e situações com que somos presenteados. De todos os seus filmes, diria que este é aquele que demonstra uma maior presença de fantasia, muito associado aos sonhos do ser humano obviamente.

.

Antes de falecer, Satoshi Kon estava a trabalhar no seu próximo filme, mas infelizmente a produção do mesmo ficou parada após o sucedido. Volta e meia surgem rumores sobre a possibilidade de o filme ser concluído e lançado, mas até ao momento, isso ainda não aconteceu. Como enorme fã do seu trabalho, adoraria ver um novo projeto seu chegar ao mercado, mas enquanto isso não acontece, resta continuar a usufruir de todas as suas produções que foram publicadas.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.