Megalo Box 2 – O regresso do underdog

megalo box 2

Decorria o ano de 2018 quando Ashita no Joe fez 50 anos desde o início da sua publicação. Uma das formas de comemorar este quinquagésimo aniversário foi a produção de um anime chamado Megalo Box. Não sou fã de boxe e nunca vi Ashita no Joe (o que é um crime, eu sei), mas como Hajime no Ippo é um dos meus animes favoritos (se não conhecem, então não sabem o que estão a perder), foi fácil ficar interessado neste título. Algo que despertou a atenção desde logo foi o seu incrível art style, uma autêntica homenagem à animação da velha guarda, ou não fosse esta produção a comemoração de algo muito antigo.

Quanto a Ashita no Joe, é uma série muita aclamada, tanto em termos do trabalho original (manga), como as próprias séries, ou filmes, que foram realizados. Infelizmente, acaba por sofrer na pele relativamente ao público de hoje em dia, porque muitas pessoas preferem ver algo mais recente e com melhor animação, mesmo que a narrativa ou personagens não sejam tão cativantes. Claro que não posso comprovar que seja o caso de Ashita no Joe porque nunca vi (como já tinha referido), mas a verdade é que o seu sucesso se deve a alguma coisa. Mas hoje estou aqui para falar de Megalo Box e da sua, surpreendente, segunda temporada. E quando digo surpreendente, refiro-me à sua existência. Tendo em conta que a série foi feita para comemorar a tal data mencionada inicialmente, nunca esperei que uma segunda temporada se tornasse realidade.

Megalo Box conta a história de Joe, um lutador ilegal de boxe em que, num dos seus combates underground, vê-se confrontado com o atual campeão da competição oficial – Yuuri – e após perder o combate, o mesmo lança-lhe o desafio da desforra, mas agora na verdadeira competição. Para isso, terá de superar vários oponentes até lá chegar, mas o problema é que ele não tem licença para participar nessa competição. Convém salientar que este não é um boxe normal. Os atletas usam um género de complemento mecânico que lhes permite ter mais agilidade e força em combate. Porém, o equipamento de Joe parte-se, sendo forçado a continuar a combater sem o mesmo, se quiser cumprir o seu objetivo. A sua alcunha passa a ser “Gearless Joe”, como quem diz, “Joe sem equipamento”. A série tem um bom conjunto de personagens e uma incrível banda sonora, a qual relembra muito o estilo hip-hop presente em Samurai Champloo.

A verdade é que quando vi a série, apesar de uma considerável expectativa por se destacar dos demais na altura visualmente, fui completamente apanhado de surpresa pela sua qualidade e foi sempre com grande entusiasmo que esperava pelo episódio na semana seguinte. Sim, isto porque acompanhei a série enquanto estava a ser transmitida em solo nipónico. Megalo Box 2 está mais próximo do que imaginava e a sua estreia está prevista para a temporada da Primavera, em abril (obviamente). Cá estarei para deixar as minhas primeiras impressões e também o veredito final quando terminar.

Autor: Pedro Simões

Um apaixonado por videojogos e apreciador de anime. Por vezes, possuidor de opiniões pouco populares.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.